Vereador de Arapongas é preso por esquema de corrupção

O vereador de Arapongas, Valdeir José Pereira (PHS), conhecido como Maringá, foi preso ontem, pelo Gaeco, por suposto envolvimento em esquema de corrupção. Os policiais foram até a Câmara para recolher alguns objetos. A investigação tem relação com o período em que o vereador foi presidente da Câmara, em 2014. O vereador teria favorecido uma empresa em um processo licitatório para digitalização de documentos do legislativo. Com isso, ele receberia R$ 22 mil por mês enquanto presidisse a Câmara. Os empresários são da cidade de Maringá e Mandaguari.

Ratinho candidato ao governo e Kireff vice? Procede produção?

E o ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD), continua fincado em cima do muro. Ele ainda não decidiu se permanecerá no PSD ou se migrará para outo partido.

No PSD dificilmente ele conseguirá viabilizar o seu sonho de disputar o governo do Paraná já que o nome que vem sendo trabalhado pelo partido é o do deputado e Secretário de Desenvolvimento Urbano Ratinho Júnior. Dias atrás os dois tiveram uma longa conversa, mas nada que o tirasse de cima do muro. Entre as possibilidades está a candidatura a vice de Ratinho ou a disputa pelo Senado. (mais…)

Gilmar Mendes vai julgar habeas corpus de ex-deputado que provocou a morte de dois estudantes no trânsito

O Supremo Tribunal Federal analisará nesta quinta-feira o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho. Ele tenta não ser levado a júri popular como responsável por causar o acidente que levou à morte os estudantes Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo, há oito anos. O relator do habeas corpus é o ministro Gilmar Mendes.

O acidente ocorreu na madrugada do dia 7 de maio de 2009, quando o veículo do ex-parlamentar atingiu o outro carro e estava a cerca de 170km/h, o que causou a morte imediata dos dois estudantes. Exames autorizados pela Justiça confirmaram que Carli Filho estava sob efeito de álcool.

Em Assaí prefeito carteiro pode enfrentar Comissão Processante com menos de cinco meses no cargo

O bicho tá pegando em Assaí.

O prefeito Acácio Secci, que até o ano passado labutava como carteiro pelas ruas da cidade, enfrenta hoje o seu primeiro grande desafio. Hoje os nove vereadores irão votar a abertura ou não de uma Comissão Processante (CP) contra ele, a vice-prefeita Inês Koguissi (PPS) e da filha dela e também vereadora do município, Michelle Matie Morikawa (PPS). A acusação é de que o trio teria cometido improbidade administrativa ao oferecer emprego a uma mulher para que esta fosse candidata ao cargo de vereadora na chapa “Assaí para Todos”, a mesma dos investigados.

É um rolo danado. O prefeito e os demais acusados teriam oferecido emprego pra uma ex-candidata a vereadora para que ela não confirmasse que só participou da campanha para completar o número de mulheres na chapa.

O casal

A força tarefa da Operação Lava-Jato está intrigada com a desenvoltura financeira de um dos investigados – que foi preso e já colocado em liberdade. E também pela descoberta de sua ligação íntima com uma famosa parlamentar em Brasília. Ambos passaram a alvos numa frente da apuração sigilosa com suspeitas de esconderem, além da relação, bens conseguidos de formas espúrias. O investigado chegou a vender rapidamente dois apartamentos de R$ 3 milhões nos EUA pela fiança da soltura.

http://www.osul.com.br/colunistas/leandro-mazzini/

Ufa! Governadores poderão ser processados sem a autorização das respectivas Assembleias Legislativas

Esta sim é mais uma boa notícia que acontece na onda moralizante (?).  O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu ontem que os governadores do Piauí, Acre e Mato Grosso podem virar réus em ação penal sem precisar do aval prévio dos deputados estaduais. O fato é que a maioria dos governadores controla as assembleias legislativas estaduais; tem os caras no bolso e por isso era praticamente impossível que os deputados estaduais autorizassem o Superior Tribunal de Justiça processar seus parças. Pois bem, acabou a moleza. (mais…)

Menor Infrator poderá ficar internado até 8 anos

do Fernando Tupan

Projeto aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado amplia de três para oito anos o tempo de internação do adolescente condenado por conduta descrita na legislação como crime hediondo. O texto, que segue agora para a análise da Câmara dos Deputados, modifica o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ampliando para pessoas entre 18 e 26 anos as regras do estatuto. Atualmente, o limite é 21 anos de idade. As informações são do Estado de Minas. (mais…)

Inscrição para vestibular da UEL sobe para R$ 146

Este ano, o valor da taxa de inscrição para o vestibular 2018, subiu para R$ 146. O ano passado, a taxa era de R$ 136. O estudo foi realizado pela Pró- Reitoria  de Planejamento da Universidade Estadual de Londrina e considerou os índices do Índice Nacional de Preços do Consumidor (IPCA), entre agosto de 2016 e março de 2017. As inscrições para o vestibular devem ser abertas até agosto. A primeira fase do vestibular está marcada para o dia 29 de outubro e a segunda etapa  foi agendada para os dias 3, 4 e 5 de dezembro.

Entidades de Cambé reclamam de repasses

Alguns centros assistenciais de Cambé reclamam que há cinco meses esperam repasses que eram concedidos pelo município. A prefeitura explicou que os repasses para entidades filantrópicas, a alteração na legislação causou uma demora no repasse financeiro para as organizações civis.

Novas leis federais (13.019/14 e 13.204/15) estabeleceram novas regras para a parceria entre o poder público e entidades filantrópicas. A partir de agora, para firmar um convênio com estas entidades, a lei exige que o município cumpra uma série de medidas, como a publicação de um chamamento público, criação de comissões e aprovação dos conselhos municipais. A Controladoria do Município disse que o valor da subvenção para as entidades é anual  e dividido em parcelas.

Projeto de Hauly muda oferta de vagas nas instituições federais

A Câmara dos Deputados analisa Projeto de Lei 5100/16 do deputado Luiz Carlos Hauly que obriga as instituições federais de ensino superior a ofertar anualmente, para novos alunos, um número de vagas no primeiro ano três vezes maior que o definido para acesso ao segundo ano dos cursos de graduação. Este Projeto foi apresentado por sugestão do Professor Carani de Cambé que propõe um modelo de acesso às Universidades parecido com modelo Americano.

Página 5 de 449« Primeira...34567...102030...Última »