Ratinho Júnior, custe o que custar

Deu no Caixa Zero, do Rogério Galindo, que o apresentador Ratinho, do SBT, disse dias atrás que o filho, Ratinho Jr, será candidato ao governo do Paraná, custe o que custar.

Bom, sempre custa muito caro.

Mas o apresentador tem uma poupança recheada e pode bancar a candidatura sem precisar abalar as finanças da família.

Alexandre Kireeff, no PPS?

O ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, que diz que não é político, está observando o jogo político, a mexida das cadeiras, para definir o que fazer.

O desejo é ser candidato a governador do Paraná. Aliás, desejo dele e de mais uma penca.

Hoje ele está filiado ao PSD e seu principal concorrente dentro da sigla é o secretário de Desenvolvimento Urbano Ratinho Junior.

A opção de ir para o PV, de Álvaro Dias, meio que minguou, já que Osmar Dias, irmão do senador mais esticado do Brasil, também deve ir para a disputa e Dias não faria campanha contra Dias.

Uma outra alternativa seria o PPS dos deputados Rubens Bueno e Tercílio Turini. Bueno quer ser senador e um candidato forte ao governo ajudaria em suas pretensões. O convite foi feito.

Mas, por enquanto, definido mesmo só a vontade.

Noitada de senadores com Moraes em chalana “abatedoura” do Lago Sul

do Poder 360

A chalana Champagne é uma embarcação que se destaca na paisagem lacustre de Brasília. Retangular, de fundo chato e tendo proa e popas desenhadas em ângulos retos, a Champagne é identificável pela proeminência de uma edificação vertical de dois andares fechados com vidros fumês esverdeados e protegidos por persianas: uma suíte. No andar inferior projeta-se em direção à proa uma espécie de salão. É uma sala de estar e jantar. (mais…)

Dá pra explicar a evolução do patrimônio de Ricardo Barros?

Da Folha de São Paulo

Com bens declarados de R$ 1,8 milhão, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), adquiriu, em 2014, metade de um terreno de R$ 56 milhões em Marialva (PR), segundo documentos obtidos pela Folha em cartórios.

O ministro disse à Folha que fez um empréstimo de R$ 13 milhões de seu sócio na transação, uma empresa do setor imobiliário, para bancar o negócio. (mais…)

“Não vou te visitar na Papuda (presídio)”, diz Bolsonaro ao filho, pelo whatsApp

Quarta-feira, a Fórum mostrou em primeira mão o flagrante feito pelo fotógrafo Lula Marques. Ele registrou uma conversa, via WhatsApp, do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) com o filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP).

Nas imagens, é possível ver o pai dando uma bronca em Eduardo, que esqueceu da data da eleição para a presidência da Câmara, disputada por Jair Bolsonaro no dia 2 de fevereiro. O parlamentar acabou em último lugar, com apenas quatro votos. (mais…)

Explica aí Ministro da Agricultura: Isso pode?

E por falar em ministro da Agricultura visitando Londrina, seria interessante a imprensa perguntar ao ministro Blairo Maggi se ele se sente confortável tendo como superintendente do ministério no Paraná Gil Bueno de Magalhães, fiscal acusado pelo Ministério Público de receber vantagens indevidas de empresas para não fiscalizá-las.

Explica aí ministro.

Veja a denúncia do Ministério Público Federal abaixo: (mais…)

, , , , ,

Vereador que disse que há lobotomização na Universidade Estadual de Londrina é alvo de carta de repúdio

E o vereador Filipe Barros (PRB) de Londrina continua colecionando adversários e mais alguns inimigos. Agora um grupo de professores universitários, alunos e servidores, está organizando um abaixo assinado, aliás uma carta de repúdio (veja aqui) à escolha do vereador como representante da Câmara no Conselho Universitário da Universidade Estadual de Londrina.

Filipe Barros já se envolveu em várias polêmicas com os universitários e professores da UEL. Em uma delas disse que na UEL há alunos “lobotomizados“. VEJA AQUI

Leia o texto da Carta de Repúdio: (mais…)

, , , , , , , , , , , ,

Passe Livre: Maioria quer que ele seja para todos os estudantes

O Passe Livre será um dos temas que a prefeitura de Londrina e a Câmara de Vereadores devem começar a discutir nas próximas semanas.

Para contribuir com a discussão este modesto – mas nem tanto – blog, fez uma enquete para saber a opinião do leitor.

O resultado apurado foi este: (mais…)

, , , , ,

Reforma Tributária e o caixeiro viajante

O relator do projeto de Reforma Tributária, deputado federal Luiz Carlos Hauly (PSDB), está, como ele mesmo diz, como caixeiro viajante, indo para vários estados para explicar para entidades e políticos como é a proposta que apresentará ao Congresso.

Amanhã Hauly fará duas palestras em São Paulo.

Segundo ele há ainda muitas dúvidas por parte dos empresários e políticos mas tem conseguido boa receptividade para a proposta. (conheça mais sobre a proposta de reforma aqui)

, , , , , , , ,

Mulheres não comandam o Partido da Mulher Brasileira no Paraná

Alisson Wandscheer e o secretário estadual do partido, Júlio Küller

Das curiosidades da política brasileira.

No Paraná, quem comanda o Partido da Mulher Brasileira, é homem. Aliás, o secretário estadual do partido também é homem. No início de fevereiro, estiveram reunidos  em Curitiba o presidente do PMB, Alisson Wandscheer e o secretário estadual, Júlio Küller.

Na reunião foram traçadas as metas para 2017. Quem sabe até ter mulheres no comando do partido.

Vai saber né!

Estados e municípios terão mais liberdade para distribuir verbas para a saúde

do G1

O ministério da Saúde anunciou, nesta terça-feira (7), uma mudança no repasse de recursos para estados e municípios. Até agora, os repasses tinham destinos específicos e eram divididos em seis diferentes contas, como se fossem seis caixinhas: atenção básica; atenção de média e alta complexidade; vigilância; assistência farmacêutica; gestão e investimentos. A partir da mudança, o repasse será dividido em apenas duas caixinhas: custeio e investimentos. Ou seja, os gestores terão mais liberdade para investir mais ou menos em determinados setores.

(mais…)

Hoje em Brasília, quem sabe uma solução para o teatro Municipal de Londrina

Belinati e Caio Césaro, ontem à tarde em Brasília

O prefeito de Londrina Marcelo Belinati está em Brasília participando de uma série de reuniões. Entre elas uma com o ministro da Cultura, Roberto Freire para discutir o destino do Teatro Municipal.

Participam também da reunião o secretário da Cultura Caio Césaro, o deputado federal Rubens Bueno. A reunião foi agenafa pelo ex-diretor da Câmara, Ronan Botelho.

Iniciado ainda no governo do ex-prefeito Nedson Micheleti (PT), as obras do Teatro estão paradas há vários meses. Para concluí-lo calcula-se que sejam necessários ainda perto de R$ 80 milhões.