Em primeiro turno, Câmara aprova adiamento da eleição

Perpétua Almeida (C): é preciso evitar que as eleições virem espaço de contaminação Fonte: Agência Câmara de Notícias

A Câmara dos Deputados acaba de aprovar, em primeiro turno, por 402 votos a 90, o texto-base da PEC do adiamento das eleições. Quatro deputados se abstiveram.

A proposta estabelece que as eleições municipais deste ano serão adiadas para 15 de novembro (primeiro turno) e 29 de novembro (segundo turno), em razão da pandemia da Covid-19.

Os deputados analisam agora os destaques que podem alterar o texto.

O relator da proposta, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), ressaltou que a mudança é necessária no atual contexto de emergência. “Os novos prazos são adequados porque mantêm as eleições sem alterar o mandato.”

Ele afirmou que o texto incentiva atividades eleitorais sem contato interpessoal, autorizando eventos remotos como convenções e reuniões para escolha de candidatos.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Belinati diz que vai recorrer da decisão do governador Ratinho Jr

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, disse agora há pouco em uma entrevista coletiva, ao comentar o decreto do governador Ratinho Jr que suspendeu as atividades comerciais não essenciais em 134 cidades, que ficou perplexo com a decisão

Ele anunciou que protocolou um recurso na Secretaria Estadual de Saúde, pedindo a revisão da inclusão de Londrina no decreto de quarentena.

Conforme o prefeito, os números da pandemia na cidade não mostram, por enquanto, a necessidade do fechamento.

Números da pandemia provocam desconfiança em Londrina

Não é só o blog que anda questionando os números apresentados pela prefeitura de Londrina com relação à pandemia. O número de mortos em Londrina é alto. Um exemplo: Curitiba, com o triplo da população, registra 148 mortos pelo coronavirus. Londrina, até ontem, tinha oficialmente 81 óbitos.

Ontem o deputado estadual Tiago Amaral também questionou os números, ouça a argumentação dele em entrevista à Rádio CBN Londrina: (mais…)

Governador anuncia suspensão das atividades empresariais por 14 dias em 134 cidades do Paraná

O governador Ratinho Júnior disse agora há pouco que hoje ainda publica um decreto que vai restringir o funcionamento das empresas de serviço e industrias em várias regiões do Paraná.

Segundo ele o Paraná é dividido em 22 regionais. 75% da população do Estado moram nas áreas de 7 regionais que a partir de amanhã haverá determinação de funcionamento apenas das atividades essenciais.

Serão atingidos 134 municípios das regiões de Curitiba, Londrina, Cianorte, Cascavel, Foz do Iguaçu, Cornélio Procópio e Toledo.

A determinação começa amanhã e valerá por 14 dias.

A decisão foi tomada devido ao aumento significativo do número de pessoas contagiadas e o crescente registro de mortos pelo covid-19.

O governador, no entanto, disse que seguindo a orientação do STF, os prefeitos poderão decidir como farão em suas cidades.

Futuro ministro da Educação pede demissão antes mesmo de tomar posse. Expressionante

Governo Bolsonaro é mesmo uma inovação.

Escolhido para o Ministério da Educação, Carlos Alberto Decotelli  pediu demissão antes mesmo de assumir o cargo efetivamente. Hoje ele enviou sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro. Ele deixa o Ministério da Educação, cargo para o qual foi nomeado na última quinta-feira (25), mas não chegou a tomar posse. (mais…)

Tribunal de Justiça tranca ação contra ex-prefeito Nedson Micheleti

Rafael Machado/Folha de Londrina

Por unanimidade, os três desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) resolveram trancar, na semana passada, a ação proposta pelo Ministério Público em 2017 contra o ex-prefeito Nedson Micheleti e mais cinco pessoas pela dispensa de licitação para a compra de veículos e motos para a Polícia Militar.

TJ tranca ação contra ex-prefeito de Londrina por supostas irregularidades em licitação
Arquivo Folha

(mais…)

Militar professor é o novo Ministro da Educação

Tempos atrás, o novo ministro esteve no gabinete do prefeito Marcelo Belinati quando este, possivelmente, estreava a nova camisa

do G1

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (25) por meio de uma rede social a nomeação do professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de ministro da Educação.

Ele sucederá Abraham Weintraub, que, após 14 meses, anunciou demissão na semana passada para assumir um posto de diretor representante do Brasil no Banco Mundial, em Washington (EUA).

Decotelli será o primeiro ministro negro e o terceiro ministro da Educação do governo Bolsonaro. Antes de Weintraub, Ricardo Vélez Rodríguez permaneceu pouco mais de três meses no comando da pasta. (mais…)

Pandemia deixa 9,7 milhões de trabalhadores sem remuneração em maio

foto Agência Brasil

do IBGE

O distanciamento social provocado pela pandemia de Covid-19 deixou 9,7 milhões de trabalhadores sem remuneração em maio de 2020. Isso corresponde a mais da metade (51,3%) das pessoas que estavam afastadas de seus trabalhos e a 11,7% da população ocupada do país, que totalizava 84,4 milhões. (mais…)

Prefeitos que buscam novo mandato querem manter o calendário da eleição

Ontem uma comissão do Senado aprovou a mudança do calendário eleitoral adiando as eleições. Mas nem todos estão satisfeitos.

Prefeitos que concorrem à reeleição querem manter o calendário.

Veja por que no nosso Papo Reto

De Londrina para Tóquio, passando pelo Timão

A londrinense e artilheira do Corinthians, Giovanna Crivelari,  quer ir para a Olimpiada de Toquio. A atacante fez gol na final da Libertadores pelo Timão e agora sonha com uma vaga na seleção brasileira.

(leia mais)

Enfim: Aberta licitação para Trincheira Bratislava em Cambé

O DER publicou nessa quarta-feira (23) a licitação para a trincheira Brastislava, na interseção da Avenida Brasil com a estrada Bratislava, localizada no km 163 da BR-369, em Cambé. A licitação será na modalidade RDCi, em que o Governo do Estado contrata dois serviços na mesma licitação: o projeto de engenharia e a execução da obra. É a primeira licitação nessa modalidade lançada pelo Governo do Paraná. (mais…)

Ex-ministro afirma que pasta da Saúde perdeu credibilidade

da AFP

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta chamou de “decepcionante” a militarização da pasta em meio ao avanço do novo coronavírus. “Os médicos não sabem fazer guerra, os generais não sabem fazer saúde”, declarou em entrevista à AFP.
Demitido pelo presidente Jair Bolsonaro em abril, Mandetta lamentou o fato de o ministério ter “perdido a credibilidade” em plena pandemia, que já deixou quase 50.000 mortos e um milhão de casos no país. (mais…)