Ai aquela foto que tanto estrago já fez

Foto: N.Com

Enquanto o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, médico e advogado, reunia a equipe para uma oração no gabinete  – cada vez que eu vejo esta cena tão repetida por alguns políticos, fico arrepiado com o resultado demagógico que isso implica – antes de iniciar a jornada de quatro anos à frente da Prefeitura, a UPA do Jardim do Sol registrava quase 10 horas de espera para atendimento.

Óbvio que não dá para cobrar do prefeito, em seu primeiro dia de trabalho, a solução de um problema que se arrasta há tempos. Mas é só um alerta que é preciso, mais do que orações, muito trabalho para resolver o que será o calcanhar de aquiles do médico e advogado.

 

Novo secretário da Cultura de Londrina terá que devolver R$ 500 mil à prefeitura

E o novo Secretário de Cultura de Londrina, Clodoaldo Salustiano Moraes, conhecido como Aldo Moraes, que já foi secretário da mesma pasta no governo de Barbosa Neto, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Paraná, em 2015, a restituir à prefeitura de Londrina R$ 500 mil (valores corrigidos) referentes ao Programa Municipal de Incentivo e Apoio a Cultura.

Músico e maestro, Aldo Moraes, não teria feito a prestação de contas adequadamente de projetos culturais do qual participou.

Zé do Carmo diz que a ordem é economizar

O prefeito de Cambé José do Carmo Garcia (PTB) começou seu dia de trabalho sabendo que a jaca é grande. Só a folha de pagamento consome 57% do que a prefeitura a arrecada. Por isso, optou por iniciar os trabalhos com uma equipe mínima.

Zé do Carmo disse que o momento é delicado e que a meta inicial é reduzir os custos da máquina pública para deixar a Folha de Pagamento dentro do limite prudencial exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. “Temos que dar o exemplo”, disse Zé do Carmo.

Doria e o marketing que vai virar piada

Sabe aquelas ações de marketing que tem tudo para virar piada?

Esta foi uma delas protagonizada pelo prefeito de São Paulo, João Dória, que se vestiu de gari para, no seu primeiro dia de trabalho como prefeito, varrer uma praça da capital. Varrer é modo de dizer, o cara ficou mesmo é fazendo fotos.

Disse que uma vez por semana estará em uma rua ou praça de São Paulo para limpar o espaço.

Fala sério, a profissão de gari, justa e honesta, pode ser exercida por muitas pessoas.

O tempo de um prefeito, eleito para a função maior do município, precisa ser otimizado, pois as demandas são gigantescas. Não dá para colocar de lado um dia da semana, em todas as semanas, para usar como marketing.

Sem adversário, Takahashi é o novo presidente da Câmara de Londrina

Como não acontecia há muitos anos, desta vez não houve bate-chapa na eleição para a presidência da Câmara de Londrina. Apenas uma chapa se inscreveu.

O novo presidente é Mário Takahashi (PV), o único reeleito que comporá a Mesa Diretiva. Os demais são: Nantes (PP) como vice-presidente, Filipe Barros (PRB) como primeiro secretário, Eduardo Tominaga (DEM) como segundo secretario e João Martins (PSL) como terceiro secretário.

 

Belinati quer elogio até de Deus

Ontem aconteceu a posse novos prefeitos. Em Londrina Marcelo Belinati recebeu o cargo das mãos do prefeito que sai, Alexandre Kireeff.

Tudo dentro dos conformes, alguma cordialidade e bola pra frente.

Ao dar a primeira entrevista já como prefeito, pediu um voto de confiança, disse que deseja a prefeitura mais transparente do Brasil e reafirmou que serão anos difíceis.

Talvez o fato curioso tenha sido a pancadaria que Belinati foi alvo nos comentários de portais como o Bonde, ao dizer que “queria ouvir elogio até de Deus” quando terminasse seu mandato. (leia os comentários no Bonde)

Religião e política sempre andaram juntas e sempre se envolveram em problemas quando a medida é acima do tom. (mais…)

Mesmo pendurado no TC, Pavinato deve integrar grupo de Belinati

João Pavinato

E em Cambé é dada como certa a nomeação do ex-prefeito João Pavinato (PSDB) para a Secretaria de Obras e Agricultura de Londrina.

É mais um a ingressar na CAPD – Casa Abrigo para Políticos Desempregados do prefeito Marcelo Belinati.

Advogado por formação, deve contribuir muito para a agricultura e obras em Londrina.

Pavinato tem uma pindura enorme no Tribunal de Contas. A administração dele foi condenada em 2015. O TC considerou irregular a transferência de dinheiro para uma OSCIP que administra serviços de saúde na cidade. Segundo o TC Pavinato terá que devolver R$ 19 milhões aos cofres públicos.

Ele deve recorrer da decisão.

Outros dois nomes muito citados nos últimos dias para compor o primeiro escalão de Belinati é o dos ex-vereadores Fábio Testa (iria para a Secretaria de Meio Ambiente) e José Roque, ainda a ser escalado.

 

O apocalipse foi adiado: Déficit para de 2017 é de 141 milhões, diz equipe de transição

Durante a campanha eleitoral e logo depois da eleição, o grupo vencedor da eleição de Londrina alardeava que a cidade estava um caos e que havia um rombo superior a R$ 300 milhões. Nada tão assustador, considerando que o valor não chegava a 20% do orçamento da prefeitura. Mas a infomação foi martelada cotidianamente como se as trombetas do apocalipse estivessem prontas para serem tocadas.

Bom, parece que os números desmentiram os números. Hoje a equipe de transição do prefeito Marcelo Belinati anunciou que o déficit previsto para o ano que vem é de R$ 141 milhões. Menos de 8% do orçamento municipal.

Com alguns ajustes e a expectativa de melhora na economia brasileira, as orações podem ser direcionadas a problemas mais graves.

O apocalipse foi adiado.

Ufa.

Veja abaixo o texto produzido pela assessoria do prefeito: (mais…)

Política carcomida: Na Londrina de Belinati, vereador perde eleição mas não perde a boquinha

Pelo jeito, na política do prefeito Marcelo Belinati, do discurso à prática, tem uma eleição no meio. Hoje a equipe de transição confirmou que Belinati, usando a velha e carcomida política de tresontonte, acomodou mais um vereador que perdeu a última eleição.

Agora o beneficiário da rebolada política é Gustavo Richa (PSDB), primo do governador Beto Richa. Ele será o coordenador do Procon.

Belinati já tinha acomodado em cargos os vereadores Jamil Janene (PP) e Tio Douglas (PTB) que perderam a eleição.