Mentiras, mais mentiras e rock’n roll

por Eugênio Bucci * Jornalista e professor da ECA-USP

Ao longo desta semana, como em todas as semanas anteriores, o governo pôs no ar o seu show de mentiras escalafobéticas para, de novo, sucatear o estatuto da verdade, blasfemar contra a História, destruir o bom senso, promover a ignorância, banalizar o desrespeito aos fatos e desacreditar a imprensa. O roteiro é sempre igual. Na superfície, no jogo das aparências, entram em cena as mentiras canastronas, meio carnavalescas, que servem de factoides para bagunçar o debate público. Aí, as inverdades parecem meros acessos de loucura inconsequente e ridícula, mas são mais do que isso: são uma cortina de fumaça para uma operação subterrânea de minar as bases da cultura democrática, que já está muito debilitada no Brasil. (mais…)

Servidores da UEL e HU retornam ao trabalho mas mantém estado de greve

Em assembleias realizadas pela Assuel ontem, no Hospital Universitário (HU) e Campus, a maioria dos servidores da UEL, optou voltar ao trabalho, mas manter o estado de greve.

Isso significa que, dependendo dos resultados da votação dos projetos que mexem com a aposentadoria dos servidores, pelos deputados em Curitiba, outra assembleia poderá ser convocada a qualquer momento para se definir pela greve novamente.

Por enquanto, Sercomtel não aceitará menos do que 130 milhões

Quem quiser ver toda a apresentação da Road Show da Sercomtel na Bolsa de Valores de São Paulo acesse este link

O presidente, Cláudio Tedeschi, o primeiro a falar, apresenta os números da empresa. Que não são animadores. Fala sobre a perda de competitividade, de falta de investimentos, de perda de usuários, etc. É triste.

Disse que um estudo feito mostra que é possível tocar a empresa com 190 funcionários, a metade do que tem hoje.

O valor mínimo pedido é de 130 milhões.

Um dos que perguntaram quis saber se uma oferta abaixo dos 130 milhões seria aceita. Foi-lhe informado que o edital não pode ser mudado neste momento, portanto o mínimo é realmente 130 mi.

Presidente da Sercomtel fala sobre a empresa na Bolsa de Valores

A telefônica Sercomtel está, neste momento, apresentando a empresa para potenciais investidores na Bolsa de Valores de São Paulo. É a tentativa de sensibilizar possíveis compradores sobre o potencial e viabilidade da telefônica.

O lance mínimo pedido é de 130 milhões.

Veja algumas das imagens.

Começam as demissões na Câmara de Londrina

Na segunda-feira este glorioso blog publicou a determinação da Justiça para que o presidente da Câmara de Londrina, Ailton Nantes, demitisse alguns cargos comissionados que estariam em desacordo com a lei.

Pois bem. Hoje informa a RPC TV que Nantes está promovendo as demissões, entre eles o diretor legislativo, assessor legislativo e outras funções. São nove os que vão deixar a Câmara.

Segundo um vereador, tudo isso poderia ter sido resolvido há muito tempo se a presidência tivesse colocado para votação um projeto que atualiza as funções na Câmara.

 

É hoje: show da Sercomtel na Bolsa

Com direito a transmissão ao vivo, a Sercomtel promove na Bovespa em São Paulo,o 1° Road Show público de apresentação da proposta de privatização.

A torcida do prefeito Marcelo Belinati e dos dirigentes da telefônica estatal e sócia Copel pela venda é grande. Informam os que estão lá dentro que o valor que a telefônica possui em caixa está abaixo dos mínimos prudenciais para sobreviver em 2020. (mais…)

Colher de Chá: Exposição Fotográfica

Neste sábado e domingo, dias 7 e 8, moradores de Londrina e região terão a chance de observar a realidade pelos olhos das crianças e adolescentes do Residencial Flores do Campo, ocupação urbana situada na região norte da cidade. Isso porque o grupo de fotografia analógica FotoFlores – formado por meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos moradores do local – realizará a sua primeira exposição fotográfica. O evento está programado para ocorrer do meio-dia às 18h, no barracão utilizado como centro comunitário do bairro. A entrada é gratuita, mas o público pode contribuir com donativos como arroz, feijão, macarrão, fubá, óleo, sal, café e açúcar. Os alimentos arrecadados serão repassados às famílias que vivem ali. (mais…)

O que pode mudar na aposentadoria dos servidores do Paraná

As mudanças estão no Relatório, em forma de Substitutivo Geral, apresentado pelo deputado Tiago Amaral (PSB), relator da PEC da Previdência, que foi aprovado ontem, na Comissão Especial criada para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que promove alterações nas regras da previdência dos servidores estaduais.

Veja o resumo das possíveis mudanças: (mais…)

Sessão para votar a PEC da Previdência será na Ópera de Arame

do Cabeza News

O presidente Ademar Traiano (PSDB) acaba de anunciar, em coletiva à imprensa, que a sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Paraná será realizada nesta quarta-feira (4) na Ópera de Arame, próximo a Pedreira Paulo Leminski, na região do bairro Abranches, em Curitiba. A reunião começa às 14h30.

A medida foi adotada em função da invasão promovida ontem (3) por servidores públicos do estado, contrários ao pacote de projetos do governador Ratinho Junior (PSD), que altera o regime previdenciário da categoria.

Gaeco em ação em Curitiba

do MP Pr

Gaeco cumpre na manhã desta quarta, 4 de dezembro, quatro mandados de busca e apreensão na segunda fase da Operação Al-Barã, que investiga o pagamento de propina para facilitação da tramitação de processos de alvarás e concessão de licenças pela Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba, entre os anos de 2013 e 2016.

Juiza determina a desocupação da Assembleia

A Justiça determinou ontem que os servidores estaduais que invadiram a Assembleia Legislativa do Paraná em protesto contra a PEC da Previdência desocupem o prédio da Alep.

A decisão é da juíza Rafaela Turra que entendeu que a ocupação foi ilegítima e que houve depredação do prédio.

No entanto a ocupação continua.

O presidente da Assembleia, Ademar Traiano, dará uma coletiva dentro de instantes para falar como será o encaminhamento dos trabalhos.

 

, , , , ,

Veja a invasão da Assembleia Legislativa do Paraná

Servidores estaduais do Paraná invadiram agora há pouco a Assembleia Legislativa do Estado. Protestam contra a PEC da Previdência que irá impactar no tempo para conseguir a aposentadoria e nos ganhos dos aposentados.

De acordo com o Fórum das Entidades Sindicais (FES), a Polícia Militar usou spray de pimenta e cassetetes para conter a entrada dos servidores.

A porta de entrada da Alep foi quebrada durante o tumulto.