Até a Procuradoria Geral da República considera indecente o pagamento dos honorários de sucumbência

do Antagonista

A Procuradoria Geral da República reforçou no Supremo Tribunal Federal pedido apresentado no ano passado para derrubar o pagamento de honorários de sucumbência a advogados públicos.

Tratam-se de valores relativos às despesas com a defesa que uma parte vencedora recebe da parte vencida ao fim de um processo judicial. (mais…)

Tiago Amaral quer acabar com a festa dos honorários dos procuradores sobre o Refis

Com a gritaria da Federação das Indústrias do Estado do Paraná e da Federação das Associações Comerciais, além é óbvio, dos contribuintes que não conseguem entender porque um procurador do Estado, que ganha uma baba de salário ainda tem de receber 10% sobre o que o governo arrecada com o Refis, o movimento para acabar com a festa foi iniciado. (mais…)

FIEP defende fim dos honorários advocatícios no REFIS

A  Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) defende que a Assembleia Legislativa aprove a redução dos honorários advocatícios a serem pagos pelas empresas que aderirem ao Refis Estadual. (mais…)

Prefeitura vai acabar com mais uma praça?

Moradores do bairro Bela Suiça, área nobre em Londrina, estão indignados. É que ficaram sabendo que o prefeito Marcelo Belinati quer doar parte de uma praça, usada para lazer, descanso e atividades com a molecada do bairro, para a construção de um prédio do Sebrae. “Temos poucas praças na cidade. Aqui é área residencial, vamos acabar com mais uma praça? Vamos acabar com mais um espaço de convivência?” Critica um dos moradores que entrou em contato com o blog.

A matança de “vira-latas” em Cianorte

Em 1992, trabalhando na Folha de Londrina, fui escalado para uma matéria em Cianorte. A matança de cachorros de rua. Nem lembro quem era o prefeito da época. Mas ele nos expulsou da cidade.

A matéria saiu normalmente na Folha.

Ontem, no dia do Jornalista, a jornalista Aida Franco, de Cianorte escreveu este texto relembrando o episódio e também um desabafo sobre como é a profissão em algumas cidades.

Cianorte é maravilhosa!

Por Aida Franco

A cidade em que os colonizadores ingleses (que mataram os povos indígenas que aqui estavam) escolheram para sediar a Companhia Melhoramentos Norte do Paraná – a CMNP. Cidade plana, temperatura agradável, ladeada por mata, árvores raras, como a Peroba, vida silvestre exuberante, com grandes felinos e aves das mais diversas espécies no céu. Mas sua natureza é violada o tempo todo. E infelizmente, no Dia do Jornalista, não há o que se comemorar pois apenas um lado dessa profissão, salvo raras exceções, é praticado nessas bandas, que é a Assessoria de Comunicação. Na assessoria apenas o lado interessado, o lado que banca o contratado recebe atenção. Em alguns países, como Portugal, a atividade do jornalista e do assessor são exercícios antagônicos. E eu sei muito bem o que acontece não só aqui, mas em muitos outros locais. Divulgar uma matéria crítica, é considerada uma audácia, um acinte ao “Status Quo”. Não deveria ser, mas é. No meu primeiro emprego como jornalista, antes de ir pra universidade, fui denunciar a carrocinha em Cianorte. Meu patrão me chamou em casa, disse que estava proibida de publicar. Então chamei a Folha de Londrina (Paçoca com Cebola) e a Rede Globo. Eles soltaram o conteúdo, explicando a crueldade com que a Vigilância Sanitária torturava e matava os cães. Eram colocados em um tambor ligado ao escapamento de uma camioneta e lá agonizavam. Depois retirados, os que ainda tinham vida eram esmagados a pauladas. Denunciei, a carrocinha foi cancelada e meu emprego também e fui estudar. E aprendi que aquela era a prática do mercado…Hoje, estamos diante de incontáveis problemas ambientais em Cianorte e a mídia está calada. Eu sei que os contratos publicitários falam mais alto, eu sei que os colegas de profissão precisam garantir o pão na mesa… Mas até quando vamos continuar vendendo a alma ao diabo, ou melhor, aos POLÍTICOS ? (salvo raras exceções, sempre). Nosso Cinturão Verde está ameaçado por uma Avenida. O solo pelas erosões. O ar pela poluição de uma mega empresa que atormenta a cidade há mais de 16 anos. As minas soterradas. O agrotóxico acabando com as lavouras. A formiga cortadeira e os caramujos africanos aliados ao mosquito da dengue comprovam o desequilíbrio em que estamos metidos. Mas enquanto isso, a preocupação é tão somente com o cocô das pombinhas rolinhas do Bosque da Matriz… E os métodos usados, tão cruéis, como no passado, matando animais no ninho, soltando fogos, bombas, com apoio inclusive dos Bombeiros! Pasmem! Bombeiros que deviam salvar, sendo algozes!! Animais de rua proliferando desenfreadamente, animais silvestres sem tratamento adequado… Árvores urbanas transformadas em lenha…. é tanto problema, é tanta pauta.. Se não levantarmos nossas vozes em nome dos mais fracos, chegará um momento em que a linha da morte será mais que o prazo de fechar uma matéria, será simplesmente nosso fim como civilização. Estamos sendo jogados dentro do tambor, como os cães em 1992 e continuamos lambendo as botas de nossos algozes. Até quando???

Mais 14 milhões para o cofre da prefeitura

O presidente do TJ Alberto Jorge Xisto Pereira e o prefeito Marcelo Belinati

Olha uma boa notícia pra o cofre da prefeitura de Londrina. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, Alberto Jorge Xisto Pereira, entregou ofício ao prefeito de Londrina Marcelo Belinati contendo os valores arrecadados em executivos fiscais pela Prefeitura de Londrina durante ano de 2018. Foram arrecadados R$ 14.431.854,37, decorrente das execuções fiscais de tributos. Execução fiscal é o procedimento em que a Fazenda Pública requer de contribuintes inadimplentes o crédito que lhe é devido, utilizando-se do Poder Judiciário para efetivar a cobrança.

O dinheiro será usado para reforçar os investimentos na cidade.

*Com N.Com

Lula, um ano preso. Aniversário

Do Contraponto

 

A Polícia Militar atuará nas imediações da Polícia Federal no Bairro Santa Cândida, em Curitiba, neste domingo (7) para assegurar o direito à manifestação e garantir a segurança de manifestantes e pessoas que circulam pela região. Deverá ocorrer ato de protesto por parte de partidários do ex-presidente Lula.

Em caráter excepcional, o Tribunal de Justiça orientou a Polícia Militar para que, nesta data as manifestações ocorram em alguns trechos de vias nos arredores da instituição federal. (mais…)

Ex-prefeito de Araucária é condenado

Do blog do Tupan

O ex-prefeito de Araucária em 2016, Rui Sérgio Alves de Souza, a filha Fernanda Buffon Alves de Souza, o genro Huill Scheiiffer e a amiga da filha Elaine Fernanda Hefler de Mello foram condenados pelo Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública da comarca. (mais…)

Dá pra explicar Flávio Arns?

Estaria aqui a resposta por que o senador Flavio Arns foi o único paranaense a não assinar a CPI da Toga no Senado da República? O único paranaense!

Seria os clientes importantes da Lava Jato e das operações do GAECO no Paraná de seu sobrinho?

Explica para nós senador da Rede: https://contraponto.jor.br/a-incrivel-rapidez-de-ezequias/

Parece piada, mas não é. Polícia de Londrina contrata terceirizada para guardar delegacia

do Contraponto

Non sense: a 10.ª Subdivisão da Polícia Civil, em Londrina, agora conta com uma empresa de vigilância para fazer a guarda de sua sede e eliminou o plantão noturno que era prestado por oito investigadores que se revezavam em regime de escala. (mais…)

Tá cheio de gente acumulando cargos que pode colocar as barbas de molho

Olha só.

Pedro dos Santos Lima Guerra deverá restituir ao cofre estadual R$ 67.344,93, corrigidos monetariamente, além de pagar multa de 10% deste valor. A determinação é do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que julgou irregular a remuneração cumulativa pelos cargos de diretor-presidente e conselheiro da extinta Copel Brisa Potiguar S/A, empresa criada pela Companhia paranaense de Energia (Copel) com o objetivo de atuar na produção de energia eólica no Nordeste brasileiro. (mais…)

Prefeitura lançará nova licitação para o Transporte Coletivo

O presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização, o advogado Marcelo Cortez, disse hoje que a prefeitura irá lançar um novo edital de licitação para o Transporte Coletivo de Londrina.

O edital anterior, divulgado no final do ano passado, foi suspenso pelo Tribunal de Contas do Paraná a pedido da empresa Transportes Coletivos Grande Londrina, que opera 85% do serviço na cidade.

Ainda não há data definida para a publicação do novo edital. Mas pelo jeito da madeira a tarifa ficará acima de R$ 4,00.

E este blog, que não gosta de apostas, quase que aposta que haverá contestação também pela TCGL.

Fim do Horário de Verão afetará negativamente os setores de turismo e diversão

A Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento e Similares do Paraná (Feturismo) e suas entidades filiadas lamentaram o fim do Horário de Verão, que será adotado pelo Governo Federal. A medida foi anunciada na manhã desta quinta-feira (5), pelo presidente Jair Bolsonaro, em café da manhã com jornalistas em Brasília. (mais…)

Dória e o cultivo da soberba

do Antagonista

“Vou deixar que ele se embriague em sua arrogância”

Em entrevista ao Valor, João Doria citou FHC, Geraldo Alckmin, José Serra e Tasso Jeiressatti como lideranças que teriam que ser substituídas no comando do partido.

O senador Plínio Valério, do PSDB de Amazonas, não gostou.