Caramori era assíduo frequentador da Receita Estadual

O ex-assessor do governador Beto Richa, Marcelo Caramori, também conhecido como Pato Roco, e que responde processo por agenciamento de menores para prostituição, era assíduo frequentador da Receita Estadual de Londrina.

Só para recordar, o ex-delegado da Receita Estadual de Londrina, José Luiz Favoreto Pereira e o ex-auditor Luiz Antônio de Souza, foram presos pelo GAECO acusados de abuso sexual de menores.

Não se sabe ainda se ele ia à Receita para pagar impostos, visitar amigos, oferecer menores para sexo ou discutir propostas de propina.

Dilma não vai para o Palmeiras

Segundo o jornalista Rogério Fischer, é mentira que a presidente Dilma Rousseff vai ser contratada pelo Palmeiras. “Lá se ganha por produtividade. Se a Dilma ficasse dois meses no Verdão, ia sair devendo muito”.

Gaeco diz que Abi, parente do governador Beto Richa, era ‘o cabeça’ do esquema de fraude

O primo do governador Beto Richa, Luiz Abi Antoun, foi um dos responsáveis diretos pela fraude na licitação que contratou a oficina Providence Auto Center, empresa na qual ele é um dos donos, afirmam os promotores do GAECO. O contrato é de R$ 1,5 milhão, tinha o prazo de seis meses e tem suspeita de estar superfaturado. Por ser primo do governador Abi recebeu tratamento diferenciado. Ao invés de ficar na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), ele conseguiu uma sala no Corpo de Bombeiros – o que é possível somente a advogados – Abi não é advogado!

Vargas passeia por Maringá

do Angelo Rigon

André Vargas

 O ex-deputado federal André Vargas – o que andou no avião de Youssef, o começo de tudo – esteve hoje em Maringá. Teria tratado de negócios na avenida Humaitá, Zona 4.

Times do interior ajudam a pagar conta do Atlético

Quem analisa o atual balanço do Atlético Paranaense e confronta com o da Federação Paranaense de Futebol de 2014 vê o pagamento de uma ação judicial movida pelo time curitibano contra o então presidente Onaireves Moura,  também ex dirigente do CAP, por rompimento do contrato de uso do extinto Pinheirão em 1995.

E só agora a FPF conseguiu pagar a multa imposta pela Justiça depois de muito recorrer e suplicar para os atleticanos retirarem a ação, na gestão Helio Cury, pois Mario Celso Petraglia não abriu mão de reter o dinheiro da FPF.

O total?

Mais de 17 milhões de reais para o Atlético e quase 2 milhões para o advogado Augusto Mafuz – mais de 19 milhões! Então – todo o dinheiro do futebol do interior e dos campeonatos foi para dar quase 9% da tal Arena da Baixada. E quando os torcedores do Tubarão reclamarem do Estádio do Café e da falta do placar eletrônico, é bom lembrar que parte do estádio tipo FIFA foi construído com o ingresso pago aqui nos desprezados estádios do interior.

Outra pessoa presa pelo GAECO fez doação para a campanha de Richa

Rosângela Souza Semprebom, detida hoje de manhã pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado, também é doadora de campanha do governador Beto Richa.

Ela doou R$ 2.750,00.Captura de tela 2015-03-20 11.06.24

 

E veja o comentário de uma das detidas pelo GAECO

Detida pelo Gaeco, Rosangela Souza Semprebom, irmã de um dos investigados pelos rolos em Londrina, fez o comentário abaixo dias atrás em seu perfil no facebook:

Engraçado, os clientes estão presos e a cafetina foi solta por delegação premiada? O que ela delatou, os outros clientes para os quais ela vendeu a própria irmã? Isso e o mesmo que prender os usuários de drogas e soltar o traficante por delatar os demais clientes para quem ele vendia drogas.

Ex-delegado preso doou R$ 3 mil para campanha de Richa

E o jornalista Fábio Silveira, fuçador como ele só, descobriu que o ex-delegado da Receita Estadual, Danton Lázaro Soares, fez uma doação para a campanha do governador Beto Richa.

O valor foi de R$ 3 mil.

Além de corrupto, trouxa

A casa caindo pros lados dos caras da Receita Estadual, mandados de prisão para todo lado e um mané tentou corromper membros do GAECO.

Além de corruptor, é trouxa né.

 

Imagine o que daria pra fazer com os R$ 180 mi desviados na administração Belinati

Se o cálculo da prefeitura de Londrina estiver certo, com R$ 200 milhões dá pra duplicar os 80 quilômetros da PR 445 entre Londrina e Mauá da Serra.

Agora pense comigo, se com R$ 200 milhões dá pra fazer isso, imagine o que poderia ser feito com o dinheiro desviado da Sercomtel na administração de Antonio Belinati – na época R$ 180 milhões.  Corrigido, seria dinheiro suficiente pra duplicar a rodovia até Curitiba.

GAECO faz arrastão em Londrina, e cumpre 20 mandados de prisão

E o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) está fazendo arrastão em Londrina e região. Os policiais e promotores estão cumprindo 20 mandatos de prisão e de condução coercitiva. Já foram levados para a cana Stepan Ruthschlleng, dono da empresa Big Petrus; o policial Andre Santeli, preso em Ibiporã; a auditora fiscal da Receita Estadual de Londrina, Rosângela (não sei o sobrenome ainda); o ex-delegado da Receita, Danton Lázaro Soares; e Marco Antonio Bueno. Outros nomes devem surgir em instantes.

Todas as prisões referem-se às investigações sobre a quadrilha que atuava na Receita Estadual de Londrina para achacar e oferecer vantagens a empresários mediante o pagamento de propina.

*Com informações da Rádio CBN Londrina

 

E em Londrina criada a modalidade prisão BRINEFÍCIO

A mais nova da cidade que tudo acontece é o Brinefício – benefício por ser primo do governador Beto Richa.

Preso na segunda-feira acusado de supostas fraudes em contratos de prestação de serviços para o Estado, o primo – bem pouco distante – do governador Beto Richa, Luiz Abi, conseguiu uma pequena mordomia. Preso na Penitenciária de Londrina 2, ele foi transferido para uma sala no Corpo de Bombeiros.

Em entrevista à rádio CBN, o juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), Katsujo Nakadomari, disse que o empresário Luiz Abi recebeu o tratamento privilegiado de ficar preso no Corpo de Bombeiros por ser primo do governador Beto Richa (PSDB). É isso mesmo o que você leu. É a criação do Brinefício.

Bom, considerando que o governador Beto Richa insiste em dizer que Abi é um parente distante, poderemos imaginar que, se for um parente próximo, na mesma situação, seria detido num hotel de luxo.

Segundo o juiz, a decisão foi tomada porque o cara é parente de Richa e os presos andam bravos com o governador. Ah bom, então tá tudo explicado.

O apóstolo Valdemiro e um dia para chamar de seu

Do Zé Beto

Do enviado especial – A Igreja Mundial do Poder de Deus, comandada pelo “Apóstolo” Valdemiro Santiago, aquele que sempre está com um chapelão  pregando em diversas redes de televisão, terá um dia só seu no Paraná. Um projeto que institui o “Dia da Igreja Mundial do Poder de Deus” foi aprovado em 2ª discussão nesta semana pela Assembleia Legislativa. De acordo com PL nº 146/15 a data passa a integrar o calendário oficial de eventos do Estado do Paraná, no dia 09 de março. O autor da proposta, deputado “Missionário” Ricardo Arruda (PSC), também foi eleito ontem como novo Corregedor da Assembleia. Entre as funções do cargo estão a “promoção da manutenção do decoro, da ordem e da disciplina. Também deve promover sindicâncias sobre eventuais ilícitos e prevenir a perturbação da ordem”. Talvez, se “aproximando” assim de Deus, o legislativo paranaense consiga se livrar da maré de notícias ruins.

O cara é ousado. Prefeito de Londrina quer assumir a duplicação da PR 445

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD) quer assumir a responsabilidade da duplicação da PR 445 entre Londrina e Mauá da Serra.

Ontem ele protocolou um pedido no gabinete do governador Beto Richa solicitando autorização para assumir a obra.

Não, o prefeito não surtou.

Na verdade antes de protocolar o pedido, a prefeitura de Londrina fez um estudo de viabilidade financeira/econômica. Segundo este estudo seriam necessários R$ 200 milhões para a duplicação dos 87 quilômetros que separam Londrina de Mauá.

Depois de pronta a obra – estimativa de três anos – a prefeitura colocaria uma praça de pedágio com uma tarifa hoje de R$ 5,42. Conforme o estudo, em 12 anos o investimento seria pago.

Como a prefeitura de Londrina está com as contas saneadas, pode emprestar até R$ 1 bilhão.

Os R$ 200 milhões necessários para a obra viriam de empréstimos junto ao BID e BNDES.

A duplicação é necessária para adequar a infraestrutura da região que vai receber muitas indústrias com a instalação dos parques industriais nas margens da PR 445. Estas indústrias vão precisar de vias adequadas para exportação, por isso a duplicação é essencial para o desenvolvimento da região de Londrina.

Outra vantagem é que, depois de pago o investimento, o município teria um reforço significativo no seu orçamento para obras essenciais na cidade.

Como o governo do Paraná não tem dinheiro nem para o papel higiênico das universidades, entregar a duplicação para a prefeitura de Londrina, seria um bom negócio para ambas as partes.

 

 

Quão distante o parente distante é de Richa?

Depois de ter apagado a imagem de Luiz Abi de uma foto em que ele estava na sala do governador Beto Richa durante uma reunião com empresários e políticos, agora emissários da Agência Estadual de Notícias têm feito uma certa pressão para que os veículos de comunicação parem de dizer que Luiz Abi é primo de Richa.

Nos comunicados e releases que envia para a imprensa, a Agência de Notícias tem tratado Abi como “parente distante”.

Muita gente não está entendendo o que a Agência considera “parente distante”.

Seria distante no sentido de pessoa avoada, introspectiva, distante da realidade do momento?

Seria distante no sentido de morar em outro bairro ou outra cidade?

De quanto seria a distância? Metros, centímetros?

Quando Abi e Richa subiam juntos no elevador privativo do Palácio Iguaçu, qual a distância regulamentar entre os dois?

Nos eventos no hotel Mabu, em Foz, em que os dois eram vistos juntos? Quartos conjugados? Andares diferentes?