Suplente ingressa com ação no TSE para ficar com a vaga de vereador de Gustavo Richa

A suplente de vereador de Londrina, Adriana Aguilera (PHS), através de seus advogados, ingressou com uma ação requerendo a vaga do vereador Gustavo Richa, que deixou o PHS em setembro de 2015, fora da janela da traição. O caso já tramita no Tribunal Superior Eleitoral.

12946983_597017203795554_1602199270_o

Aliás Gustavo Richa está numa sinuca. Ele forçou de todo jeito a barra para voltar ao PSDB. Porém, foi informado no sábado que ele pode até ficar no partido, mas terá que brigar para ter legenda para disputar a reeleição. A legenda não está garantida.

Curiosamente alguns telefonemas foram disparados no sábado à tarde para alguns presidentes de partido para tentar encaixá-lo em outra legenda. Pelo menos dois partidos – PTdoB e PMN – não quiseram nem conversar sobre a possibilidade.

PDT terá candidato a prefeito, e já tem um nome em Londrina

E surge mais um candidato a prefeitura de Londrina. É Marcos Urbaneja, servidor público de carreira e que trabalha na controladoria da prefeitura. Dos pré-candidatos apresentados até agora para concorrer com Kireeff  – Marcelo Belinati (PP), Odarlone Orente (PT), Luciano Odebrecht (PMN), Patricia Santos (PSOL) – caso ele vá pra reeleição, ninguém conhece mais os números da prefeitura do que Marcos Urbaneja.

Ele filiou-se recentemente ao PDT e o partido pretende que seja candidato.

Marcos é irmão do presidente do Sindicato dos Servidores, Marcelo Urbaneja, também do PDT.

Maecelo, por sua vez, diz que não pretende ser candidato a vereador, como chegou a ser cogitado.

 

Conversar é preciso

Diário do Poder
O deputado Ricardo Barros (PP-PR), que chegou a ser citado como eventual ministro da Saúde, acha que o vice-presidente precisa conversar com os partidos: “A presidência não cairá no colo dele”.

Marcelo Rangel, do LEC, fecha o gol e garante empate com Furacão

Quem esperava um Londrina pressionando o Atlético Paranaense no estádio VGD, hoje à tarde, se decepcionou.

A pressão aconteceu só nos primeiros minutos. Depois o Atlético foi dominando, dominando e criou as mais efetivas chances de gol. Esbarrou na exelenté atuação do goleiro Marcelo Rangel que fez uma partidaça. Sem ele, teria sido um desastre para o Tubarão.

O placar foi aberto por Jadson, nos primeiros minutos do segundo tempo, depois de uma boa jogada com Pablo dentro da área do Londrina.

Foi só aí que os jogadores do Londrina, ao sentirem que a vaca estava indo para o brejo, que decidiram ficar mais atentos e, mesmo que afobadamente, tentar o empate.

Germano empatou a partida aos 31 minutos, ao cabecear a bola na cobrança de escanteio.

 

Prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff fica no PSD

Depois de flertar seriamente com o PV, do senador Álvaro Dias, partido do qual é simpatizante, Kireeff anuncia amanhã que ficará no PSD, pelo menos até o final deste mandato.

No entendimento de Kireeff, como ele se elegeu pelo PSD, não seria justo não terminar o mandato pela sigla.

Porém, em 2017, ele deve migrar pra o PV.

 

Salário dos vereadores de Londrina

Vejo no blog Paçoca com Cebola a justificativa do diretor da Câmara de Londrina, Sr. Ronan Botelho, dizendo que não houve aumento dos subsídios dos vereadores.

Justifica ele, que o aumento é proveniente das perdas salariais dos servidores (inflacionária).  Já que os vereadores têm seus salários corrigidos pelo mesmo índice, e na mesma data dos servidores.
Sendo assim, é evidente que os vereadores tiveram seus ganhos aumentados para mais de 15 mil reais por mês (bruto) e recebem o liquido descontado na fonte o I.R.
Se os vereadores quiserem, eles podem sim congelar seus vencimentos, através de um redutor salarial (fiz isso quando eu era presidente da Câmara) e tive apoio da mesa executiva e todos os vereadores.  Nada impede que isso seja feito, caso contrário brevemente (dependendo do andar da carruagem) logo logo os vereadores vão ganhar o teto máximo.
Existe lei que impede congelar?

Existe lei que determina acompanhar os índices dos servidores?
Célio Guergoletto, professor

Ailton Nantes

Que disputou em 2012 pelo PSC para vereador de Londrina, e teve 2174 votos tentou filiar-se no PSL mas quem administra a filiação pelo famoso programa Filiaweb não digitou os dados do candidato e ele não está na lista de aptos para a disputa em outubro próximo. Agora está a procura de uma aliança entre os nanicos para poder ter a chance de disputar a eleição. Mais um dos relatos da desorganização partidária brasileira.

E se…

Do Zé Beto/Do correspondente em Brasília

E se o deputado paranaense José Janene estivesse vivo, onde estaria? Na cadeia ao lado de André Vargas e Pedro Correia (presidente nacional do seu partido, o PP), no Congresso Nacional dirigindo a bancada do Partido Progressista, onde foi o líder e tesoureiro, na defesa de seus interesses no governo petista ou simplesmente sendo mais um delator premiado, como seu parceiro Alberto Youssef ? Quem seriam seus advogados? Quais seriam suas frases de intimidação? Então, o homem que morreu e levou consigo as confissões necessárias para conferência com seus amigos Pedro Correia, Delcídio Amaral, Alberto Youssef e seu apadrinhado na Petrobras, o famigerado Paulo Roberto Costa, poderia estar de que lado do balcão? Cada um pode escolher, mas diante de mais uma etapa da Operação Lava Jato, mais um fio da meada deJanene: Enivaldo Quadrado, dono da corretora Bônus-Banval, aquela  do Mensalão, onde sua filha dava expediente como ‘estagiária’ em São Paulo, tinha até um operador jornalista envolvido em pagar sua multa mensal no STF: Breno Altman, que foi levado a depoimento na PF – http://migre.me/tpuIf e http://migre.me/tpuIs

E a Câmara de Londrina na contra mão da necessidade

E já se passaram quase 90 dias após as chuvas de 11 de janeiro que causaram enormes transtornos e prejuízos pela cidade toda. Aqui descobriu-se que a Câmara Municipal de Londrina tem depositado em conta 13 milhões de reais para um novo prédio e que com certeza não o fará nesta legislatura que encerra-se no fim do ano – http://migre.me/tpv5e.

Os novos vereadores e os reeleitos terão que se engalfinhar em 2017 para escolher uma nova Mesa Diretora e daí passar a estabelecer suas metas. Entre elas: nenhum destes senhores e senhoras irá falar ao eleitor londrinense deste saldo bancário astronômico para os dias de hoje, parado na CEF para um futuro prédio e garagens que ninguém apoia em sua edificação.

E tanto é verdade que ela faz um pregão de quase 50 mil reais para um projeto de melhorias nas instalações elétricas do ATUAL prédio – http://migre.me/tpuSq.

Portanto irá sobrar os 13 milhões. Por que não devolvê-lo à Prefeitura para corrigir os prejuízos em ruas, escolas, postos de saúde, pontes e estradas rurais? Por que insistem nesta bobagem de prédio novo?

Brasília não é Leblon

Brasil Confidencial/IstoÉ

Em evento contra corrupção com a presença dos globais Thiago Lacerda e Luana Piovani no Ministério Público Federal o mais assediado foi Deltan Dallagnol, da força tarefa da Lava Jato. Lacerda queria fazer discurso, mas a plateia queria saber sobre a República de Curitiba.

PSDB de Londrina diz que terá candidato próprio à prefeitura

O PSDB de Londrina decidiu, agora de manhã, que vai de candidatura própria a prefeito nesta eleição. A reunião aconteceu pouco antes do meio dia no escritório do deputado Luiz Carlos Hauly.

Quatro nomes foram colocados na mesa como possíveis pré-candidatos: Luiz Carlos Hauly, Luiz Renato Hauly, Éder Pimenta e Gerson Araújo.

Hoje ainda haveria uma reunião com o vereador Gustavo Richa para definir a situação dele no partido. Elei deixou recentemente do PHS e entrou, via diretório estadual, na legenda mas há resistências sobre sua permanência.