Keirrison se apresenta amanhã ao LEC

O atacante Keirrison deve se apresentar amanhã em Londrina para assinar o contrato com o LEC, a informação e de que ele já teria feito os exames médicos em Curitiba.

Chega às 10h45 no Aeroporto José Richa.

Pedágio: Por que tanta pressão pela renovação?

do portal CATV

Por Dilvo Grolli

Algumas entidades, algumas pessoas e alguns políticos insistem na renovação sem licitação, sem mudar o modelo de concessão e sem dar oportunidades a outras empresas, levados pelo imediatismo e sem nenhuma base econômica.
O cenário ainda é de incertezas. Mas, a mobilização da sociedade do Oeste, com visão de futuro de que o pedágio precisa ser discutido e analisado pela sociedade em audiências públicas, com dados transparentes e contando com a sensibilidade do Governador do Estado, senhor Beto Richa, que em visita ao Show Rural Coopavel confirmou que irá fazer audiências públicas para a renovação dos Contratos do Pedágio no Paraná. (mais…)

Luiz Antônio de Souza, o ex-auditor e delator premiado, aponta o dedo para Durval Amaral e para Beto Richa

O ex-auditor fiscal da Receita Estadual, Luiz Antônio de Souza, disse taxativamente, no depoimento no Forum de Londrina,  que a campanha do governador Beto Richa recebeu uma pacoteira de dinheiro – mais de 1,5 milhão – do esquemaço de corrupção na Receita.

O PSDB, petistamente, disse que todo dinheiro recebido pela campanha foi por via oficial.

Luiz Antônio também falou, com todas as sílabas e consoantes permitidas pelo nosso vocabulário, que o conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná, Durval Amaral, também pediu grana para a campanha eleitoral do filho, o deputado Tiago Amaral.

A tentativa de Ricardo Barros

Do Zé Beto/Do Goela de Ouro

O deputado federal Ricardo Barros, todo mundo sabe, joga pesado. Ele baixou firme tentando levar os deputados que estão saindo do PMDB para entrar n PP a fim de cacifar a candidatura de Cida Borgheti em 2018. Colocou na mesa o fato de ela ficar dez meses no poder em 2018 com a saída de Beto Richa. Não convenceu, mesmo porque, segundo um dos procurados, sem apoio na Assembleia, ela não faz nada.

Número de devedores diminui em Londrina

Uma excelente notícia para o comércio londrinense. O número de consumidores que tiveram incluído o nome do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) teve redução em fevereiro comparado ao mesmo período do ano passado. O percentual foi de 9,73% e no ano passado de 13,7%. As pessoas que conseguiram tirar o seu nome do cadastro de proteção ao crédito aumentou para 7,42%. As informações são da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil).

Promoção? Ah, vá!

A Gol promove os seus voos a Curitiba partindo de várias cidades. A mais cara do Sul e Sudeste é a de Londrina até a capital dos curitibanos, excetuando a turística Foz do Iguaçu. Alguma razão desconhecida para ser mais cara que Rio e Porto Alegre a Curitiba, dona Gol? Olhem o texto da promoção de hoje –

FullSizeRender (3)

Dono da Odebrecht é condenado a 19 anos de prisão

de O Globo

O juiz Sérgio Moro condenou a 19 anos de prisão o empresário Marcelo Odebrecht e outros dois ex-executivos da empresa, Márcio Faria e Rogério Araújo, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Outros dois ex-executivos do grupo foram condenados a penas um pouco menores. Alexandrino Alencar foi condenado a 15 anos, sete meses e dez dias de reclusão e César Ramos Rocha a 9 anos, dez meses e 20 dias por corrupção e de associação criminosa. (leia mais)

Liminar mantém em 11 número de vereadores de Apucarana

Do RTV/Canal 38

Em Apucarana, terra do prefeito petista/tucano Beto Preto, a briga pelo número de vereadores na Câmara continua.

Ontem o juiz Rogério Tragibo concedeu liminar mantendo 11 cadeiras na Câmara. No dia 29 de fevereiro o Promotor Eduardo Cabrini, havia impetrado uma ação com pedido de liminar na Vara de Fazenda Pública de Apucarana, pedindo anulação de dois projetos que aumentou o número de vereadores de 11 para 19 e o que diminuiu de 19 para 15 vereadores.
O juiz Rogério Tragibo, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Apucarana, concedeu liminar determinando em 11 o número de cadeiras para o Legislativo Municipal. A liminar revoga os dois projetos de lei o primeiro que aumentava de 11 para 19 o número de vereadores e o segundo, que passava de 19 para 15. O número de vereadores e o aumento nos gastos do já foi alvo de diversos protestos no Legislativo de Apucarana.

(mais…)

Sindicato cobra providências sobre precarização da Universidade Estadual de Londrina

A ASSUEL Sindicato reúne nesta terça-feira (dia 8), a partir das 10h, com o Promotor de Justiça de Defesa da Saúde Pública, Paulo Tavares, para discutir as providências que o Ministério Público tomou diante do documento com o diagnóstico da precarização da UEL e órgãos suplementares, protocolado pelo sindicato em dezembro do ano passado.
 Entre os pontos que constam no documento está o repasse de custeio da UEL que está atrasado, a dívida do SUS e do Estado com o HU; a reposição para o quadro de funcionários, cuja falta totaliza 750 servidores e a conclusão de obras paradas como a da nova Clínica Odontológica (COUNP) no Campus.

Auditor delator confirma que deputado Tiago Amaral recebeu 200 mil de propina

Olha a informação não é nova, mas foi confirmada ontem pelo ex-auditor fiscal malandrão Luiz Antonio de Souza, em depoimento à Justiça na Operação Publicano.

Segundo  Luiz Antonio de Souza, o deputado estadual Tiago Amaral, filho do conselheiro do Tribunal de Contas Durval Amaral, recebeu R$ 200 mil de propina para a sua campanha. A grana foi entregue dentro do prédio da Receita Estadual.

O ex-auditor afirmou que o valor arrecadado foi entregue a um assessor do deputado. Disse ainda que foi o próprio deputado que pediu a grana.

Em outro momento, Luiz Antônio disse que 90% dos auditores da Receita estão no esquema de cobrança de propina.

, , ,

FIESP x FIEP, suas diferenças

Hoje mais de 200 sindicatos patronais e associações de classe de São Paulo reuniram-se na sede da poderosa entidade presidida por Paulo Skaff, que chegou a flertar com o lulismo e dilmismo, mas se distanciou após as eleições que disputou a governador aliado pelo PSB em 2010 e PMDB em 2014. E lembra de longe a performance do presidente da FIEP, Edson Campanholo, que figurava no pólo ativo das amizades de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo e petismo local, mas pensa em ficar longe das atribulações vividas pelo petismo araucariano. A reunião decidiu-se pelo pedido de “Renúncia de Dilma Roussef” pois, segundo os dirigentes empresariais, ela perdeu a completamente a capacidade de governar o país.

As discussões ocorreram sobre a melhor forma do país sair da situação que atravessa, e unanimemente o Fora Dilma foi aprovado, já que se ela não renunciar para o bem do Brasil, o melhor é retirá-la do comando que nunca teve. Bem diferente dos empresários paranaenses que nem se entendem na questão da renovação da concessão do pedágio nas rodovias. Já a Dilma Roussef…