Assassinatos de LGBTs é o maior dos últimos anos

do Ancelmo Góis

Há 37 anos, o Grupo Gay da Bahia coleta dados sobre a violência contra LGBTs. O resultado de 2016, uma mostra de que, nos dias de hoje, desgraça pouca é bobagem, é o de 343 assassinatos. Uma morte a cada 25 horas — um recorde. E o número cresce: em 2000, foram 130; em 2010, 260.

UBER x Taxis

Por Gustavo Lessa, advogado

Uber é uma empresa multinacional norte-americana, prestadora de serviços eletrónicos na área do transporte privado urbano e baseada em tecnologia disruptiva em rede, através de um aplicativo E-hailing que oferece um serviço semelhante ao táxi tradicional, conhecido popularmente como serviços de “carona remunerada”.
Cerca de cinco anos após sua fundação a empresa foi avaliada em 18,2 bilhões de dólares, em junho de 2014, contando com investidores como a Google e Goldman Sachs.
Este texto aí de cima é da Wikipedia, não é do Gustavo.
O texto do Gustavo está aqui embaixo:
A empresa Uber é uma multinacional que explora pessoas de boa índole que trabalham para ela sem remuneração fixa, sem direitos trabalhistas, sem qualquer tipo de seguro, sem respeitar a legislação brasileira, sem sede (utilizam-se dos espaços “co-working” nas cidades em que se estabelecem, sem CNPJ e sem alvará.
Cooptam pessoas que pensam estar “conectadas” ao mundo moderno e se utilizam de um serviço ilegal de transporte de pessoas.
Os usuários economizam, evidentemente, uma vez que os táxis são cheios de regulamentações e obrigações fiscais e documentais de toda ordem.
Um dia, os táxis acabarão e ficaremos nas mãos de uma multinacional americana que cobrará o preço que quiser para que andemos nos carros dos seus funcionários não remunerados.
Será que me fiz entender?

De acusado de ser funcionário fantasma a Miss Paraná, jornal O Globo detona indicados para a Itaipu

de O Globo

A Miss Paraná de 1995, Marilice Perazzoli Collin, e Marcos Vitório Stamm, acusado de ter sido funcionário fantasma no Senado, foram indicados para cargos em Itaipu – Reprodução internet e divulgação

Após fazer até propaganda apontando a “moralização das nomeações das estatais” como uma das principais medidas de sua gestão, o presidente Michel Temer loteou o comando da hidrelétrica de Itaipu entre aliados e indicou para os cargos até um advogado que já foi acusado de ter sido funcionário fantasma do Senado. A lista dos novos dirigentes foi divulgada pelo Palácio do Planalto. Itaipu é administrada em conjunto com o Paraguai.

Todos os indicados têm como padrinhos políticos paranaenses de PSDB, PMDB, PP, SD e PPS. As nomeações atendem a políticos do estado porque a sede da empresa fica em Foz do Iguaçu (PR). O novo diretor-presidente, Luiz Fernando Vianna, é atual presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel) e foi indicado para Itaipu pelo governador, Beto Richa (PSDB).  (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Miranda, zagueiro da Seleção, não esquece que a primeira oportunidade foi na Portuguesa Londrinense

Nascido em Paranavaí, o zagueiro da Seleção Brasileira, Miranda, hoje destaque na Inter de Milão, não esquece que a primeira oportunidade real no futebol aconteceu na Portuguesa Londrinense.

, , , , ,

Não, não vai faltar água na prefeitura de Londrina

O prefeito Marcelo Belinati deu algumas declarações de que há uma pindura na conta de água da Sanepar e pode até faltar água na prefeitura, torneiras secas, banheiros sem uso, o caos instalado.
Bem, tranquilizem-se servidores.

(mais…)

IPPUL tem novo diretor

O prefeito Marcelo Belinati nomeou hoje  o engenheiro José Antônio Bhals Santos como Diretor de Projetos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina.

Bhals Santos, primo do gerente regional da Sanepar, Sérgio Bhals, foi presidente da Cohab no tumultuado e breve mandato do ex-prefeito Homero Barbosa Neto.

Richa empurra com a barriga nomeação do novo Coordenador da Região Metropolitana de Londrina

O governador Beto Richa está tão preocupado com a região metropolitana de Londrina que desde maio a Coordenadoria da Região Metropolitana está sem comando e até hoje ele não nomeou ninguém pra dirigir a bagaça.

Mas tem aquela situação né, vai que ele nomeia… se o cara quiser trabalhar vai acabar fazendo um monte de reivindicações para a região e isso provoca desgaste.

Sem Coordenador, sem encheção de pacovás.

Mais alguns minutos e todos terão a confirmação de que, como ninguém está sentindo falta, a Coordenadoria não deve servir pra nada mesmo.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Kireeff assume que quer ser candidato ao governo

Aos mais próximos ele já havia demonstrado a vontade. Agora ele publicou na rede social facebook. O ex-prefeito de Londrina Alexandre Kireeff, definitivamente, quer ser candidato ao governo do Paraná.

Obviamente não basta ele querer é preciso viabilizar politicamente a empreitada. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Reforma Tributária. Como ficarão os impostos no Pais. Veja o que diz o relator da Reforma

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Festival Literário faz campanha para se manter vivo. Vale a pena ajudar

Da Assessoria

O Londrix – Festival Literário de Londrina começa hoje uma campanha de financiamento colaborativo para realizar sua 13ª edição e as atividades complementares de extensão que realiza durante o ano. Sem o patrocínio do PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, o tradicional festival de literatura da cidade precisa da colaboração de pessoas e empresas para arrecadar 30 mil reais. (mais…)

Ué, não estava sobrando dinheiro na Saúde de Londrina?

E ouvindo hoje aquela rádio que só toca notícia, programa apresentado pela jornalista Raquel Rodrigues, o médico Luiz Koury, Secretário da Saúde de Londrina, usando da sinceridade que lhe é peculiar, andou desdizendo o discurso do prefeito Marcelo Belinati em relação ao Sistema Municipal de Saúde. (mais…)

Juiz questiona contas de campanha de presidente da Câmara de Cambé

Estava lendo o jornal Nossa Cidade, de Cambé, e lá está estampado que o presidente da Câmara, Paulo Soares (PTB) e o vice José Carlos de Camargo, o Zezinho da Ração, tiveram as contas eleitorais rejeitadas pelo juiz Ricardo Luiz Gorla.

O Ministério Público foi chamado para analisar se houve crime eleitoral. (leia mais)