Programa de apoio a cultura precisa ser melhor fiscalizado

Possivelmente uma das principais tarefas do novo secretário de Cultura de Londrina, Caio Julio Cesaro, será dar uma boa olhada no Promic-Programa Municipal de Apoio a Cultura, mas que, em alguns casos, virou mesmo meio de vida.

Desde que foi criado há mais de uma década, o Promic sempre foi alvo de discussões e desconfianças.  (mais…)

Kireeff cria site para esclarecer sobre sua gestão

Como tinha certeza que iria levar umas tijoladas no início da atual administração, o ex-prefeito de Londrina Alexandre Kireeff, resolveu fazer uma prestação de contas para a população.

E, como é apaixonado pela internet, colocou no ar o site http://gestaokireeff.com.br/. Nele o ex-prefeito coloca, tintim por tintim o que considera as melhores ações de sua administração.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

As broncas que Deliberador vai enfrentar em defesa de Belinati

Péricles Deliberador, o primeiro líder da gestão Marcelo Belinati na Câmara de Vereadores terá missões árduas pela frente.

Será ele o articulador para a provação de mudanças importantes que devem ocorrer nos próximos meses. Belinati disse várias vezes que não se furtará em propor medidas amargas para enfrentar o momento de crise. “Vocês verão. Muitos me consideram populista, mas é o populista que vai fazer o que os demais não fizeram, e sem medo de cara feia”, já disse várias vezes Belinati. (mais…)

Deliberador será líder do prefeito na Câmara de Londrina

Péricles Deliberador  vereador no segundo mandato, e que já foi do PDT, PMN e agora está no PSC, será o responsável pela articulação política do prefeito Marcelo Belinati na Câmara. Em 2016 fez 2305 votos.

“’Deliberador é um vereador que tem experiência, é uma pessoa extremamente séria, correta, trabalhadora, é de uma família tradicional de Londrina. E é reconhecido pelo trabalho como advogado e como homem público. Entendo que ele terá condições de colaborar muito com a cidade e continuará dando sua parcela de contribuição ao município”, acredita o prefeito.

Saúde pública de Londrina e a “humanização” no atendimento

*Poka Marques

Na última sexta-feira ao tentar pegar uma madeira senti uma fisgada nas costas e, agora eu sei se tratar de um trauma severo na coluna. .Acionei o SAMU e 3 hs depois fui encaminhado para Upa do Jardim do Sol. Após uma hora, comecei a ser medicado. Tomei tudo o que eles tinham para dor, inclusive morfina, e a dor não passou. Por volta das 22:00 fiz um raio x . Felizmente não se constatou nenhuma fratura. Fui encaminhado para o ortopedista numa maca e ele nem saiu da sala para me atender. (mais…)

Prefeito apresenta pacote para economizar 30%

Neste momento o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati e o Secretário da FAzenda, Edson Souza, estão conversando com a imprensa e apresentando o plano de contingenciamento das despesas para reduzir o deficit do ano.

Segundo o prefeito a meta é reduzir as despesas em 30% que devem atingir praticamente todas as secretarias. Apenas na Saúde e Educação as medidas de contenção serão discutidas à parte. (mais…)

E em Londrina, enxugar, mas não muito, afinal parça é parça

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP) fala em enxugamento, em economia, mas tem impressionado o número de “parças políticos” que andam sendo nomeados. Em cargos de primeiro e segundo escalão, conselhos de empresas, etc. A Cohab, que a midia geralmente não presta muita atenção, é um dos focos principais do embarque belinatista.

A mentira sobre a pior crise da história de Londrina

Do blog do José Pedriali

]O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), promete anunciar nesta segunda-feira – 30º dia de seu mandato – medidas “duras” e “impopulares” para enfrentar o que afirma ser a “pior crise da história” do município.

A afirmação consta da edição de sexta-feira da Folha de Londrina. Não foi desmentida, então se dê o escrito pelo dito.

O prefeito precisa ser melhor orientado para evitar afirmações escalafobéticas como essa, distorcida, sem amparo factual – e portanto mentirosa. (mais…)

Revelações da Operação Quadro Negro complicam a vida de Richa

Do Cícero Cattani

Segundo reportagem publicada no site deCartaCapital, o esquema, afirmam testemunhas, abasteceu a campanha do governador e de seus aliados nas últimas eleições. Agora, os investigadores querem saber como o dinheiro foi movimentado…Depois da partilha, o restante da quantia era enviado ilegalmente para fora do Brasil por meio de um doleiro, ainda não identificado. Sabe-se apenas que o homem de prenome Rui frequentemente levava dólares e euros à sede da construtora. O doleiro levaria as notas amarradas na perna e saía sempre portando uma mala.” (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Prefeito de Centenário do Sul é o novo presidente da Amepar

A eleição da Associação dos Municípios do Médio Paranapanema – AMEPAR, foi realizada hoje de manhã, no auditório do Cismepar (Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Municípios do Médio Paranapanema), em Londrina.  A chapa única com o prefeito de Centenário do Sul, Luiz Nicácio como presidente; o prefeito de Jaguapitã, Ciro Brasil de Oliveira e Silva como primeiro vice presidente e o prefeito de Jataizinho Dirceu Urbano Pereira, como segundo vice presidente,  foi eleita por aclamação. (mais…)

Deputado quer a volta da cerveja aos estádios

O deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB) está apresentando um projeto de lei que regulariza a venda de cerveja em estádios de futebol no Paraná. O objetivo é que a venda seja liberada, mas também regulamentada.
De acordo com Romanelli, o projeto será aprofundado e debatido durante os trâmites da Casa. “É um projeto que levanta muitas opiniões diferentes, por isso deve ser muito bem dialogado, em profundidade. Todos os lados devem ser ouvidos, é claro”, afirmou o deputado.  (mais…)

Belinati vai anunciar déficit de R$ 120 milhões

Depois de muitas contas feitas, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati vai anunciar, oficialmente, que a expectativa de déficit para dezembro de 2017, se nada for feito, é de R$ 120 milhões.

Segundo Belinati, não é um valor que pode ser atribuido exclusivamente à administração anterior. “É um valor que vem de várias administrações e se chegou a esse número, seja por circustâncias da economia, erros administrativos, crise e outras variáveis. Por isso, teremos que tomar medidas amargas e impopulares. Mas iremos tomar”, disse o prefeito ao blog.

Entre as medidas está a eliminação de aproximadamente 200 funções de chefia – que acrescentam valores aos salários de funcionários -, redução do número de secretarias e departamentos e contenção do número de cargos comissionados.

, , , , , , , , , , , , , ,