A bomba no Ministério da Educação. Prioridade na liberação de verbas é atender dois pastores

Não, a corrupção não acabou, como dizem bolsonaristas convictos ao falar do governo. A nova bom são os pastores que, mesmo sem função pública, direcionam verbas do Ministério da Educação. O próprio ministro Milton Ribeiro, em áudio vazado de uma reunião, diz que a prioridade pedida pelo presidente é atender os municípios indicados por dois pastores da Assembleia de Deus.

Segundo o senador Alessandro Vieira, que pede investigação pela Procuradoria da República, “há um mundo de ficção protagonizado pelas redes bolsonaristas e uma triste realidade em Brasília. A corrupção continua. Trocaram os lobistas sindicais pelos lobistas religiosos”, disse Vieira.

 

Leia Também

Crimes contra os animais. Palestra e jantar beneficente

Hoje rola um debate importante na sede da OAB de Londrina: Crimes de maus tratos...

João Dória anuncia que desistiu de concorrer à presidência

Estacionado nas pesquisas de intenção de voto sempre abaixo dos dois dígitos, o ex-governador de...

Profis em Londrina começa na segunda

do N.Com Na próxima segunda-feira (23), a Prefeitura de Londrina vai iniciar o atendimento ao...

Comente!

guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Campos
Campos
2 meses atrás

Pelas leis do país, isso é CRIME, é CORRUPÇÃO. Depois dessa notícia, a PF terá que levar alguns graúdos do governo Bolsonaro à cadeia. O próprio Bolsonaro, depois que o pastor presbiteriano travestido de ministro da Educação confessa que age a pedido do presidente, deveria ser afastado do cargo. O que o deputado presbiteriano bolsonarista Filipe Barros tem a dizer sobre essa “corrupção com autorização divina”, como diz o jornalista Josias da FSP?

Carlos Marques
Carlos Marques
2 meses atrás

Depois do Mensalão e do Petrolão, temos agora o Igrejão, alimentado com dinheiro que deveria ser aplicado na Educação.

Máximus Décimus
Máximus Décimus
2 meses atrás

Mas é ilegal priorizar os municípios que mais precisam e só depois de atendidas as prioridades direcionar os investimentos de acordo com indicações?
Onde está evidenciado que o pastor recebe Pixuleco na destinação de verbas?
Essa é a transcrição do áudio: “Porque a minha PRIORIDADE É ATENDER OS MUNICÍPIOS QUE MAIS PRECISAM e em segundo atender a todos que são amigos do pastor Gilmar”.
Segundo o militante pago isso é CRIME, é CORRUPÇÃO.
Que bom, se a PF tem de levar alguns graúdos do governo Bolsonaro a cadeia e que se amontoe na mesma cela alguns graúdos do PT também e explico e PROVO o porquê!
Época em que Lula não era mais Presidente e foi interceptado em gravações telefônicas em 10.mar.2016,ás  21h25, conversando com o Deputado José Guimarães do PT onde Lula critica a presidente Dilma por dar atenção igualitária aos Estados onde partidos que não fazem parte da base do PT governavam. Note-se que em determinado momento Lula diz que teve uma conversa muito dura com Dilma (ingerência externa?) e outra com o ministro Joaquim Barbosa dizendo que eles estavam fazendo tudo errado (um cara que não é parte integrante do governo dando uma dura em um ministro pode ser também interpretado como ingerência externa?).
“Tá tudo errado, vocês querem agradar o inimigo jogando nosso povo no lixo.” (Lula usando de sua influência para ingerir é claro e evidente).
“O critério republicano tem que ter mas não é assim…..” (José Guimarães merece ficar na mesma cela quando o afirma que o tratamento republicano deve ser prioritário aos seus do que aos dos demais).
“Primeiro é acertar com o nosso” (Lula deve voltar para onde nunca devia ter saído? Siiiim!)
Ouça a íntegra das conversas de Lula reveladas na Lava Jato – 16/03/2016 – Poder – Folha de S.Paulo (uol.com.br)
Tem umas conversas interessantes para se relembrar, ingerências de todos os lados.
Lindo né? Fico admirado como só agora a imprensa se impressiona com a forma que se faz política. Certamente ficarão impressionados também quando descobrirem que são fruto de algo que aconteceu entre 4 paredes e não que são fruto da visita da cegonha.

Campos
Campos
Reply to  Máximus Décimus
2 meses atrás

Melhor o amigo Minimus Milesimus perguntar a um advogado o que é crime de responsabilidade. Alguém aqui disse que o pastor recebe pixuleco? Obviamente que o pixuleco do reverendo também não está descartado mas ele só pode ser descartado depois de uma investigação. Vamos botar a Polícia Federal Não Bolsonarista pra seguir o dinheiro distribuído através do lobby celestial. Não é difícil encontrar nos noticiários denúncias de desvios de dinheiro público distribuído através de verbas parlamentares ou de lobistas. Isso acontecia até no tempo da ditadura. E prioridade de ministro não é ele decidir quem precisa ou não precisa, é obedecer ao que determina a Constituição, as leis. Essa fala-confissão do pastor presbiteriano é tão grave que até a bancada evangélica exige explicações e a maioria da bancada pede a troca do ministro. Entendeu ou preciso desenhar, Atumus Minimus?

Urubu Vermelho
Urubu Vermelho
2 meses atrás

Afinal, o pastor ministro é ou não é mentiroso? Na reunião no MEC ele disse que “atender a todos os que são amigos do pastor Gilmar” é um pedido do presidente Bolsonaro. Agora a conversinha mudou e o pastor presbiteriano, através de nota divulgada pelo MEC, “agarântia” que “o presidente da República não pediu atendimento preferencial a ninguém”. Quem esse evangélico pago com o nosso dinheiro quer enganar? Os políticos que estavam no MEC quando o ministro foi gravado? Ou os contribuintes que estão aqui fora vendo o governo Bolsonaro destruir a educação pública?