Prefeitura demite procuradora que, em licença de saúde, viajou para os EUA

E a Folha de Londrina, com matéria de Rafael Machado, traz a informação de que uma procuradora do município da gloriosa Londrina foi exonerada da função.

A mulher, viajou para os Estados Unidos da América do Norte mesmo estando licenciada por problemas de saúde. Até postou algumas fotos em suas redes sociais para a inveja dos demais pobres mortais.

Não há mais recursos administrativos.

Se ela quiser voltar ao cargo terá que ingressar na Justiça comum. (leia mais)

Leia Também

Antonio Belinati, chef de cuisine politico

Se tem uma atividade profissional que o ex-prefeito de Londrina, Antonio Casemiro Belinati, tio do...

Festival Londrix debate Os Caminhos da Literatura Pós Pandemia

Dois consagrados escritores nacionais serão os protagonistas do debate “Os Caminhos Da Literatura Brasileira Pós-Pandemia”,...

Cria e criador, o embate atual

Voltando a briga interna da Direita de Londrina, é bom lembrar que a vereadora Jessica...

Comente!

guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Satanás
Satanás
1 mês atrás

Que bobeira, meu! Perder uma bocada dessa?!? Ganhando quase o mesmo que um desembargador! Se um advogado colocá-la de volta no cargão de procuradora (Augusto Aras, Deltan Dallagnol… esses procuradores…), merece pelo menos R$ 500 mil. E dá pra ela pagar fácil fácil. Quá! Quá! Quá!

Reiter
Reiter
1 mês atrás

Essa matéria é tendenciosa e não tras toda a verdade, ela estava acometida por problemas psicológicos e foi para a casa da filha que mora nos EUA. Se a filha morasse em alguma cidade vizinha não teria problema néh, mas criaram caso, pq a filha mora fora do país. Tomara que a justiça seja feita, pq essa demissão foi encomendada, o processo não teria outra resolução senão a demissão. A corregedoria deveria ser independente, mas não é, ela é subordinada ao procurador geral, ele quem indicou o atual corregedor, e ele quem era o chefe da procuradora demitida. Alias eles colocam servidores pra fazer o q eles querem, pois colocar um servidor que ganha pouco mais de dois mil reais por mês e passa a ganhar mais de oito mil por mês, o cara faz qualquer coisa pra não sair do cargo.