Belinati sobrinho situação, Belinati tio oposição

Se os políticos de oposição em Londrina são raros, se é que eles existem, o tiozão Antonio Cansemiro Belinati, que por três vezes foi prefeito e no último mandato foi cassado, ocupa o espaço de um dos maiores questionadores da administração do sobrinho Marcelo Belinati.

Ontem, por exemplo, ele fez críticas ao Estádio do Café que recebeu dois importantes jogos nos últimos dias. Londrina 1 x 2 CRB – público: 24 mil; Paraná 1 x 1 Palmeiras – público: 26 mil.

Belinati tio disse que a imprensa de fora da cidade saiu decepcionada com o estádio que, construído há mais de 40 anos nunca foi modernizado para atender as novas demandas da midia e da torcida.

É frequente as espetadas que Belinati tio dá no sobrinho desde o início desta administração. O comandante político do clã Belinati não engoliu até hoje o fato de que a sua cria mais famosa e bem sucedida não abriu espaço em sua administração para as indicações sugeridas pelo capo.

 

5 comentários em “Belinati sobrinho situação, Belinati tio oposição

  • 19/11/2018, 13:39 em 13:39
    Permalink

    Tio e sobrinho comem na mesma marmita da incompetência

    Resposta
  • 19/11/2018, 17:10 em 17:10
    Permalink

    O Estádio do Café tem que ser privatizado. Chega! O modelo de estádios municipais implantado febrilmente nos anos 50 em todo o país (na esteira do Maracanã) já não se justifica no século 21. A prefeitura tem que enfatizar coisas mais importantes, como saúde, desenvolvimento urbano e segurança, que é o que incomoda o cotidiano do cidadão pagador de impostos. Já ao LEC cabe ser o que é: uma empresa privada, com CNPJ, e, portanto, ter seu próprio estádio. Fazer o quê… é a vida!

    Resposta
    • 19/11/2018, 22:15 em 22:15
      Permalink

      Finalmente apareceu aqui alguém que deve esperar ansiosamente pela privatização da Sercomtel também.

      Resposta
      • 20/11/2018, 16:02 em 16:02
        Permalink

        Sem dúvida Décio. Tb sou a favor de privatizar a Sercomtel (as operadoras privadas são bem melhores e mais competentes) e de acabar com a Codel (papel dela poderia ser de uma agência privada parceira da prefeitura)). Sou a favor de privatizar boa parte da Petrobras também, etc e tal. Ao Estado caberia o básico: captação de abastecimento de água, tratamento de esgoto, produção e fornecimento de energia elétrica, política de saúde pública e uma boa política de manutenção da matriz alimentar.

        Resposta
      • 20/11/2018, 16:04 em 16:04
        Permalink

        … e também cabe ao Estado a boa gestão de uma eficiente política de educação pública.

        Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: