Bolsonaro não fez e não queria que fizessem

Governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, um dos líderes da nova direita, desentendeu-se dias atrás publicamente com Jair Messias Bolsonaro.

Tarcisio defende a Reforma Tributária enquanto Bolsonaro tentou liderar o PL, seu partido, para que votasse contra o texto. O sistema tributário brasileiro é um dos mais confusos do mundo e isto é considerado um impeditivo para o crescimento do Produto Interno Bruto, reclamação quase unânime do setor produtivo.

O mais curioso disso tudo é que a Reforma tem um tom liberal, para descomplicar o pagamento de impostos, tornando-os mais justos para a população e para as empresas que passam a atuar em um sistema menos travado e mais moderno.

O governo Bolsonaro, em quatro anos, poderia ter feito a Reforma.

Não fez.

E agora terá que engolir que a Reforma foi aprovada em um governo petista, inclusive com o apoio de diversos integrantes do PL, seu partido.

 

Compartilhe
Leia Também
Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios