Bolsonaro: ordem unida para manter o eleitor pilhado em busca da reeleição

Não se engane. As atitudes de Jair Messias Bolsonaro são para manter o seu eleitor unido contra todos os “adversários” – leia-se aqui políticos, instituições, eleitores de outros candidatos e fantasmas à granel.

A meta é chegar com alguma gordura em 2022 – se nada acontecer antes neste caminho.

5 thoughts on “Bolsonaro: ordem unida para manter o eleitor pilhado em busca da reeleição

  • 05/05/2020, 16:04 em 16:04
    Permalink

    Incrível,em londrina e Curitiba talvez seja a maior densidade de asnos por m2,tanto que aqui e lá elegem Richas,Ratos e Bozos com votações que chegam quase a unanimidade,talvez pelo percentual de otários que tem aqui,,a cidade perdeu sua identidade,lá se vão Rodeio,Vilão e espanhol e fica aqui os muquifos,,que pena.

    Resposta
    • 05/05/2020, 23:21 em 23:21
      Permalink

      Senhor Sérgio Silvestre, estou solicitando que o senhor pare imediatamente de comparar ofensivamente certos eleitores paranaenses com os asnos ou serei obrigado a denunciá-lo junto à Sociedade Protetora dos Animais.

      Resposta
    • 06/05/2020, 09:37 em 09:37
      Permalink

      Para derrotá-lo em 2022, os partidos precisam construir uma pauta consistente e viável para o pós-pandemia e pós-Bolsonaro, se a sorte e o destino nos ajudar a se livrar de Bolsonaro e seus suspeitíssimos filhos. Dependerá muito de como será a cara das eleições 2020. Que tipo de prefeito e vereador o eleitor irá eleger este ano, será fundamental para medir o grau de consciência, algum aprendizado e ensinamento que o eleitor em geral está aprendendo com o governo Bolsonaro. É uma abstração crucial. Quanto aos partidos, independente do espectro político, devem deixar a vaidade de escanteio e formar uma coalizão em prol do Brasil. As chances são muito boas, considerando ex-aliados do Bolsonaro, os arrependidos.

      Resposta
      • 07/05/2020, 18:14 em 18:14
        Permalink

        pois é cuitado dus jumentus.

        Resposta
  • 05/05/2020, 21:09 em 21:09
    Permalink

    Com todo o respeito, meu amigo, a meta não é a reeleição: é a DI-TA-DU-RA. Com todas as letras, todas as sílabas. Hoje o chefe do clã Bolsonaro é o Jair. E o chefe do clã manda na Polícia Federal, manda no Exército (até portarias emitidas pelo Exército o chefe do clã já mandou anular) e tem uma horda de milicianos e malfeitores à sua disposição. Pra que eleições então?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: