Contribuinte pagará pelos crimes de ex-GM

do Taroba News

O juiz Emil Gonçalves da 2ª Vara da Fazenda Pública condenou o Município de Londrina a pagar indenização de R$ 5,3 milhões a título de danos morais aos familiares das vítimas do ex-guarda municipal Ricardo Leandro Felipe, que matou três pessoas em abril de 2017 após ter sofrido um suposto surto psicótico.

A sentença também determina pagamento de pensão vitalícia no valor de R$ 1.714 mensais a Maura Espinosa de Gouveia Siena, que teve o marido e o neto mortos por Ricardo, além de ter sido alvejada por um tiro. A decisão publicada nesta segunda-feira (20) beneficia também outras cinco parentes de vítimas. (leia mais)

Leia Também

Guto Silva, mais um atropelado pela política do Paraná

E como era de se esperar, o deputado estadual Guto Silva retirou sua candidatura ao...

Ratinho não vai ao debate da Band e deverá ser o principal alvo

Informa o poderoso blog do Fernando Tupan que o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD)...

Todo dia uma rasteira. Isto é a política brasileira

Em mais uma reviravolta da nunca tediosa política brasileira, o comando nacional do PROS anuncia...

Comente!

guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Biro
Biro
2 anos atrás

Parabéns Dr Emil. Senta pua nesse prefeitinho mentiroso….

Satanás
Satanás
2 anos atrás

Quá! Quá! Quá! A maioria dos londrinenses não queria guarda municipal e até aplaudiu o ex-prefeito Barbosa Neto quando a criou? Os londrinenses não defenderam (ou se calaram) o ex-prefeito Kireeff quando a guarda municipal passou a ter porte de arma (pistola e trabuco 38, o número do partido do Bolsonaro)? Os londrinenses não acharam bacana a guarda municipal ter um arsenal próprio? Então, cabe a nós, todos os londrinenses, pagar pelos crimes cometidos por membros da guarda municipal quando se tratar de indenização a vítimas dela. E se animem, londrinenses, deve vir mais conta por aí…

Um contribuinte
Um contribuinte
2 anos atrás

Pior: quem paga é o contribuinte. Gente: não existe Prefeitura…ela é um CNPJ, quem paga somos nós, os contribuintes. A responsabilização deveria ou deve cair sobre o gestor: nesse caso prefeito e seus secretários. Tirar dos impostos, como o IPTU, essa indenização é punir duplamente o contribuinte. A família que foi mutilada precisa SIM ser indenizada, mas que esse dinheiro, que considero pouco pela vidas que foram tiradas, saia do bolso de quem não trabalhou corretamente, do salário do incompetente administrador público. Aliás, se ele não sabe ou não tem capacidade pra fazer… que não aceite o cargo. Lei 13.303…

Não tem Santo aí
Não tem Santo aí
2 anos atrás

Prefeito incomPeTente