É corporativismo que se chama isso? Processo contra Traiano na Assembleia é arquivado

do Plural

O processo que poderia levar à cassação do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSD), depois de ele ter confessado receber R$ 100 mil em propina, foi arquivado sumariamente pelo Conselho de Ética na manhã desta quarta-feira (6). A alegação do relator, Matheus Vermelho (PP), é de que o caso aconteceu antes do início do atual mandato, e portanto o Regimento Interno não permite a análise. (leia mais)

Compartilhe
Leia Também
Comente

4 Comments

  1. Paulo Travesso

    É mais que corporativismo, é solidariedade entre membros da mesma seita extremista, é anistia concedida entre irmãos. A Alep é a cara deste Paraná conservador, medieval, evangélico, intolerante com os diferentes, omisso com seus semelhantes (brancos, ricos ou, simplesmente, agregados por interesse particular), em toda e qualquer condição.

  2. Décio Paulino

    Vamos dar uma caracterizada bem resumida da maioria da Alep:
    Tolerância zero com o deputado petista e preto quando chamou o presidente da Alep de corrupto; tolerância total com o presidente da Alep quando o deputado petista provou que ele é corrupto mesmo.

  3. Campos

    Corporativismo, sim, mas seletivo. Só funciona pra deputado branco, conservador e de direita.

  4. Luiz Flavio

    Para mim é bandido protegendo bandido. Deputados sem ética ou moral. Assembleia Legislativa do Paraná cada vez mais tentando colocar panos quentes nestes picaretas que deveriam estar atrás das grades. Mas o pior de tudo é a ajudinha, o jeitinho sem vergonha do Glorioso Ministério Público fazendo vistas grossas e oferecendo acordo para corruptos. Este presidente da ALEP deveria ser casado, preso e expurgado da vida Pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios