Economia brasileira cresce 2,9% em 2023

Da Agência Brasil

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 2,9% em 2023, com um valor total de R$ 10,9 trilhões. Em 2022, a taxa de crescimento havia sido 3%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1°) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta do PIB no ano foi puxada por uma alta recorde de 15,1% do setor agropecuário, o maior avanço desde o início da série histórica da pesquisa, em 1995. Também apresentaram aumentos os setores da indústria (1,6%) e do serviços (2,4%).

“A agropecuária cresceu 15,1% no ano passado, puxada muito pelos crescimentos nas produções de soja e milho, duas das mais importantes lavouras do Brasil”, explicou a pesquisadora do IBGE, Rebeca Palis. “A indústria extrativa mineral, com a extração de petróleo e minério de ferro, cresceu bastante também”.

Segundo Rebeca, a agropecuária e a indústria extrativa responderam por metade do crescimento do PIB. “Vale ressaltar também duas outras atividades importantes na economia: a parte de eletricidade, água, gás e esgoto e a parte de intermediação financeira”.

Sob a ótica da demanda, o crescimento foi puxado pelo consumo das famílias (3,1%), consumo do governo (1,7%) e exportações (9,1%). A queda de 1,2% das importações também contribuiu para o resultado. A formação bruta de capital fixo, isto é, os investimentos, por outro lado, caiu 3% no ano.

Na passagem do terceiro para o quarto trimestre do ano, o PIB manteve-se estável. Já na comparação do quarto trimestre de 2023 com o mesmo período do ano anterior, houve alta de 2,1%.

Compartilhe
Leia Também
Comente

5 Comments

  1. Jeguildo

    é a sorte do Lula agindo

    1. Ronaldo Silva

      Um pouco de sorte e muito investimento do governo Lula no setor. Embora há muitos apoiadores do Bolsonaro (geralmente os mais ignorantes), o agro recebeu mais financiamento público na safra 2023/2024 do que foi concedido anteriormente pelo governo do golpista e inelegível.

  2. Há Lagoas

    Graças ao Agro, tão demonizado por ecochatos e outros desocupados ideológicos… Agro é pop, e é a salvação de nosso crescimento, sempre tão dependente das commodities!

  3. Genildo

    Trabalho duro e forte do agro…….e tem jegue que diz que é sorte. Vai continuar puxando carroça o resto da medíocre vida que lhe resta.

  4. Paulo Travesso

    Lula sabe a importância do agro na economia. Por isso está investindo pesadamente – mais do que o governo queridinho do agro investiu – no setor, no plano safra 2023/2024. Bom para o PIB. Entretanto, essa dependência da economia ao agro é péssima no médio e longo prazo. Parece que o país não aprendeu com a derrocada de sua economia com o fim do ciclo do café. Ou o Brasil investe pesadamente também na industrialização ou nossa economia estará eternamente à beira de um precipício. O setor da construção até hoje está patinando “graças à” destruição promovida no setor pela lava jato. Enquanto o agro é bafejado por bilhões a juros mamão com açúcar, o comércio e a indústria amargam créditos à base da Selic escorchante. Com o anúncio do PIB de quase 3%, pelo menos, a gente pode se divertir com os imbecis que diziam que o Brasil, no governo Lula, seria uma Argentina em seis meses e uma Venezuela em um ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios