Em Maringá, parte do dinheiro da corrupção foi devolvido

do Angelo Rigon

Os cofres da Prefeitura de Maringá recebem R$ 10 milhões por estes dias, parte do que foi desviado nas gestões Said Ferreira e Jairo Gianoto, pelo ex-secretário de Fazenda, Luis Antônio Paolicchi.

Depois da decisão do juiz Anderson Furlan, da 5ª Vara Federal de Maringá, no final do ano passado, o município passou a ter preferência entre os credores aos valores levantados com a arrematação dos bens do ex-servidor público, alçado ao cargo de secretário na gestão Ricardo Barros (1989-1992).

Esta é a primeira parte do cabe ao município, que pode se preparar para receber mais dinheiro pela frente. Onde será aplicada a dinheirama não prevista no orçamento municipal aguça a curiosidade.

Os primeiros milhões repassados ao erário são resultado de execução fiscal movido pela União, depois que todo o escândalo veio à tona, em 2000. A prefeitura deve realizar uma cerimônia na semana que vem para marcar a devolução do dinheiro, que deve ser depositado na conta da prefeitura no início da semana. (Atualizado)

Em Londrina houve um caso parecido no final dos anos 1990 e… nenhum real devolvido até agora.
Compartilhe
Leia Também
Comente

2 Comments

  1. Jorge Luiz

    E em Londrina, nada de devolução daquela bagaça de 2000. Ficaria muito bem um posto de saúde e nova escola na Chácara da Dinda . Aquela região tá crescendo e vai precisar.

  2. marcos tolomeu

    Sim, em Londrina houve um caso parecido, se não estiver enganado alguns processos já caducaram, e onde envolve os Belinatti, td é MISTERIO, como dizia Dona Milu da novela Tieta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios