Famílias de Sem Terra foram abandonadas em Prado Ferreira

Cerca de 40 Famílias de trabalhadores sem-terra, que foram expulsas pelo MST da Fazenda Porta do Céu, em Centenário do Sul, no último dia 31, estão pedindo uma solução para a situação delas.

As famílias foram levadas para um barracão onde funcionava uma associação de recicladores na entrada da cidade de Prado Ferreira. Adultos, idosos e crianças estão “amontoados” com seus pertences em local insalubre e sem assistência do poder público. Elas estão sem água, com pouco alimento e sem acesso a rede de saúde.

Relembrando o caso:

Na madrugada do dia 31 de maio um grupo armado do MST expulsou 115 famílias da Fazenda Porta do Céu, que fica na entrada de Centenário do Sul. A ocorrência foi registrada no Pelotão da Polícia Militar que fica em Centenário.

O grupo expulso é uma dissidência do MST. A Fazenda Porta do Céu pertence a Usina Central do Paraná, do grupo Atalla, e foi invadida há seis anos por aproximadamente 150 famílias de sem-terra, na época, todos do MST. Com o passar do tempo, 115 famílias, por não concordarem com os métodos do MST, decidiram organizar uma associação. Todas as famílias dissidentes foram expulsas da Porta do Céu.

Apesar da Justiça determinar a reintegração de posse até hoje o governo não cumpriu a decisão judicial.

5 comentários em “Famílias de Sem Terra foram abandonadas em Prado Ferreira

  • 13/06/2018, 12:03 em 12:03
    Permalink

    O MST essencialmente invade terras e propriedades de terceiros pra instalar pessoas e depois cobrar aluguel delas – e depredar tudo, incluindo o gado, quando vão embora. Incrível como esse “movimento” ainda não é considerado uma organização criminosa.

    Resposta
  • 13/06/2018, 13:41 em 13:41
    Permalink

    Cadê o Jorge Custódio? Não é o advogado dos sem terra e sem direito da OAB Londrina?
    Vai lá camarada e intermedia uma solução.
    Vai bem para a alma:

    Resposta
  • 13/06/2018, 15:46 em 15:46
    Permalink

    Não foi esse grupo que montou uma associação independente dentro de uma ocupação conquistada e mantida pelo MST? Então quem deve encontrar uma solução para o problema dos separatistas é essa associação. Simples. Quem sabe a UDR ofereça terras a essas famílias…

    Resposta
    • 13/06/2018, 18:34 em 18:34
      Permalink

      Uia, a esquerda do blog manifestou-se.
      SEM TERRA, SEM TETO, SEM DIREITO, SEM MORADIA, SEM TRABALHO, SEM PT, SEM LULA, SEM VACCARI, SEM PALOCCI, SEM ZÉDIRCEU, SEM ANDRÉ VARGAS, SEM PAULO BERNARDO, SEM GLEISI HOFFMANN, SEM DELÚBIO.
      Cadê a OAB de Londrina e seus advogados do TERRA DE DIREITOS?

      Resposta
      • 14/06/2018, 21:25 em 21:25
        Permalink

        E o infinitamente melhor: SEM BETO RICHA, SEM ABI ADUN, SEM AÉCIO, SEM JOSÉ SERRA, SEM SANTO ALCKMIN, SEM TEMER e, pra nunca se comprometer com a História do Brasil, SEM BOL-SO-NA-RO!!!

        Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: