II Fórum de Tabagismo promovido pelo Conselho Federal de Medicina reúne especialistas e profissionais de saúde

da Assessoria

O auditório do Conselho Federal de Medicina, em Brasília,  foi palco de discussões cruciais sobre o tabagismo nesta terça-feira (27). Idealizado pelo médico londrinense,  também diretor Clínico do HU-UEL e conselheiro Federal de Medicina, Alcindo Cerci Neto, o evento contou com a participação de especialistas e profissionais da saúde, e teve como objetivo principal debater estratégias eficazes para o combate ao tabagismo, em especial aos dispositivos eletrônicos para fumar (DEF) que está se tornando mais frequente na rotina dos jovens.

Durante o Fórum, foram abordados temas relevantes como os danos causados à saúde, as políticas públicas de prevenção e tratamento, e também as regulamentações.

Alcindo Cerci Neto destacou a importância do engajamento da sociedade e dos profissionais de saúde na luta contra esses dispositivos eletrônicos, ressaltando os impactos positivos que medidas preventivas podem trazer para a saúde pública.

Estavam presentes o presidente do Conselho Federal de Medicina, José Hiran Gallo, a coordenadora de Prevenção e Vigilância do Instituto Nacional de Câncer, do Ministério da Saúde, Márcia Sarpa de Campo Mello, e a coordenadora da Comissão para controle de Drogas Lícitas e Ilícitas do CFM, Christina Hajaj Gonzales.

Compartilhe
Leia Também
Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios