Jair Renan, filho do ex-presidente, se torna réu acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica

do G1

A Justiça do Distrito Federal recebeu uma denúncia apresentada pelo Ministério Público e tornou réus Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, e outras cinco pessoas acusadas de praticar os crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro.

A decisão da 5ª Vara Criminal é de segunda-feira (25).

A partir da intimação dos réus, eles terão 10 dias para apresentar sua defesa por escrito. A Justiça considerou que estão presentes na denúncia “os requisitos necessários para dar início à persecução penal em juízo”.

A ação penal decorre de uma investigação da Polícia Civil do DF, que indiciou Jair Renan em fevereiro deste ano, como revelou o g1 à época.

No âmbito dessa investigação, ele chegou a ser alvo de uma operação de busca e apreensão, em agosto do ano passado.

denúncia do Ministério Público acusa o filho do ex-presidente e outros réus, incluindo o seu ex-instrutor de tiros Maciel Alves de Carvalho, de forjar uma declaração de faturamento de uma empresa de Jair Renan, a RB Eventos e Mídia, com o objetivo de dar lastro a empréstimos bancários que chegaram a R$ 291 mil, entre 2022 e 2023.

O valor não foi pago e o banco cobrou Jair Renan judicialmente. Em fevereiro deste ano, a Justiça determinou que ele pagasse ao banco a dívida, que estava em R$ 360 mil.

Ainda de acordo com o MP, esse documento com dados falsos foi apresentado ao banco para a abertura de uma conta, usada posteriormente para a obtenção de três empréstimos, configurando o crime de uso de documento falso.

Compartilhe
Leia Também
Comente

4 Comments

  1. Biro

    O fruto cai sempre na sombra da árvore . Tal pai tal filho. Ainda jovem o filho de Bolsonaro já figura nas páginas policiais da política. Quero só ver quando ficar mais Velho.

  2. Moriarty

    E, como o pai, o trambiqueiro zero quatro vai dizer que está sendo perseguido pela justiça. Tal pai, tal filho. É claro que os membros da seita neofascista vão ficar no mesmo mimimi.

  3. Décio Paulino

    Se o golpe tivesse dado certo, o filhotinho do Bozo nem estaria passando por esse perrengue. A justiça ficaria sob as botas do ditador e sua trupe militar-miliciana. Alguém no judiciário teria coragem de acusar o filho do ditador de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro? Duvido muito. Se o fizesse, seria acusado de ser comunista e entraria no cacete, como foi nos tempos da ditadura militar… Quem não acreditar, que vá estudar História.

  4. Glaucia

    Essa família é familícia. Metralhas.
    É bem provável que se eleja vereador em Camboriú-SC, pois os bolsonaristas xingam políticos corruptos de esquerda, mas votam em políticos corruptos de direita e extrema-direita. Não existe duas éticas.
    Falsos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios