Mãe com filhos senador e ministro do TCU, assume vaga no Senado

Nilda Gondim

do Misto Brasília

A posse da suplente Nilda Gondim (MDB-PB), no Senado Federal nesta semana, prova mais uma vez que a política partidária brasileira é uma capitania hereditária comandada por famílias. A ex-deputada é mãe do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) e do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), vital do Rego Filho, que já foi senador da República. O ministro, tem contra si uma investigação por suspeita de corrupção.

Nilda foi esposa do ex-governador da Paraíba, Pedro Moreno Gondim, com teve os dois filhos políticos e a médica Rachel Gondim. A suplente ficará na função parlamentar por 120 dias, por conta da licença médica do titular José Maranhão (MDB-PB), que foi governador paraibano por três vezes e vice-governador. José Maranhão, com 87 anos, contraiu a Covid-19.

Nilda Gondim é a segunda mulher da Paraíba a assumir o Senado nesta semana. A outra é Nailde Panta (PP-PB), que ficará no cargo por apenas 15 dias, mas vai receber R$ 52 mil entre salário e verbas indenizatórias, segundo informou hoje o jornal O Estado de São Paulo. Ela é segunda suplente na chapa de Daniella Ribeiro (PP-PB). O primeiro suplente é Marcio Diego Fernandes Tavares de Albuquerque, que também ficou alguns dias no mandato.

a senadora Daniela Ribeiro – que volta da licença nos próximos dias -, é filha do ex-deputado federal e ex-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro. É irmã do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), que por pouco não acaba sendo o candidato à presidência da Câmara dos Deputados no grupo do atual presidente, deputado Rodrigo Maia (BEM-RJ).

Deixe uma resposta