Mais uma aventura da Prefeitura de Londrina?

Foto: Emerson Dias – N.Com/PML

E o que os funcionários da antiga ASK Contact Center – hoje Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento (CTD) – temiam vai mesmo acontecer.

Fundada em 1999 pela Sercomtel, que pertencia a prefeitura de Londrina, a empresa de Call Center sempre foi um dessas coisas que ninguém entende o objetivo.

Explico, aliás, pergunto: porque uma prefeitura precisa ter uma empresa de call center? É uma incógnita.

Agora a empresa está sendo transformada em um órgão que atuará como coletor de dados, transformando-os em informações que possam balizar gestores públicos para a tomada de decisões assertivas para a elaboração de políticas públicas. Com essa reestruturação, haverá também uma mudança no perfil dos funcionários, já que as atividades serão voltadas para a área de tecnologia e desenvolvimento. Para bom entendedor, pingo é discurso.
Em seu novo perfil, a Companhia poderá trabalhar nos eixos de “Smart City (Cidade Inteligente)” – utilizando a tecnologia para melhorar a qualidade de vida das pessoas – e “GOV Inteligente”, apoiando a transformação digital da prefeitura e demais órgãos públicos.

Além disso, a CTD também pretende atuar nos eixos de “Conexão”, visando promover a comunicação e relacionamento da administração pública com os usuários de seus serviços; “Sob Medida”, que atenderá a demandas personalizadas da administração pública, com foco em equipamentos de hardware e software para suporte às operações e à gestão de atividades da organização; e “Suporte Gerencial/ADM”, que  contemplará a prestação de serviços para a administração pública especializada (Compliance, Tecnologia da Informação e Governanças).

A reestruturação é baseada em estudos realizados pela própria companhia, assim como no diagnóstico de viabilidade e no trabalho de consultoria executados pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina (FAUEL). Os projetos foram desenvolvidos com ênfase no alinhamento entre a estratégia organizacional, as práticas gerenciais, as tendências mercadológicas e tecnológicas, os interesses dos stakeholders e a gestão de riscos. Durante as pesquisas, dez empresas estatais similares foram consultadas, assim como cinco que atuam com fornecimento de software. Além disso, a Prefeitura de Londrina, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) e a Iluminação também colaboraram para identificar futuros produtos e serviços que poderão ser prestados e desenvolvidos pela Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento.

Aí fica a pergunta: O Brasil caminha para a desestatização ampla. Então, para que a prefeitura de Londrina precisa ser dona de uma empresa de Tecnologia e Desenvolvimento que dificilmente conseguirá concorrer com empresas privadas?

Com informações do N.Com.

 

5 thoughts on “Mais uma aventura da Prefeitura de Londrina?

  • 17/07/2021, 10:28 em 10:28
    Permalink

    Nenhum prefeito teve tanto dinheiro à disposição como o Marcelo B. Dinheiro garantido para as obras viárias da implantação do Superbus desde o governo Dilma e os projetos deixados de graça pelo governo Kireeff. Depois o aumento abusivo do IPTU que encheu os cofres da prefeitura. Com tanto dinheiro disponível, jogar dinheiro fora com uma aventura “empresarial” é uma tentação para quem se elegeu mole mole no primeiro turno. Vai lá, Marcelo B., pode desperdiçar alguns milhões nessa empresa inútil, os londrinenses que te elegeram merecem.

    Resposta
  • 17/07/2021, 14:25 em 14:25
    Permalink

    Quatro diretores, um exclusivo do Sr. Alex, outro de Foz do Iguaçu, um está há um ano e não trouxe nada. Dois assessores. E os culpados são os funcionários?

    Resposta
  • 17/07/2021, 14:51 em 14:51
    Permalink

    Tem um diretor que já se beneficiou com altos salários da Telecom, e não fez nada. Agora está na CTD e não vai fazer nada. E se o Alex for para praia ou piscina, ele morre afogado.

    Resposta
  • 18/07/2021, 19:34 em 19:34
    Permalink

    Explica como funciona a FAUEL que não consegue REERGUER a própria UEL e nem usar a Universidade para registrar patentes e fazer incubação de empresas. Vai erguer um call center da prefeitura de Belinati?

    Resposta
  • 19/07/2021, 10:18 em 10:18
    Permalink

    O Amstel e Carlos confirmaram o verdadeiro motivo da criação da Ask Contact Center, lá nos idos da década de 90, na gestão do prefeito de plantão. Assim como a ADATEL que nunca acusaram lucros, só contribuíram para afundar a TELECOM.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: