Mais uma vez um Palácio Iguaçu que dá as costas para Londrina

Quem mora em Curitiba, principalmente os mais velhos, sempre ouviram que Londrina é uma cidade com os olhos mais voltados para São Paulo do que para a capital do Paraná.

Há verdade nisso. E muito dessa verdade é cultivada pelo governo do Paraná. No Norte do Estado acostumou-se a dizer que Curitiba tem dois prefeitos, o da cidade e o que fica no Palácio Iguaçu.

Vejamos. Até o início da década de 1960 praticamente não havia estradas decentes que ligavam a efervescente Londrina Capital Mundial do Café e Curitiba, a capital de todos os curitibanos. Era muito mais fácil chegar a São Paulo do que ao sul do Paraná. Na época havia até um movimento para separar o Paraná, criando o Estado do Paranapanema.

A integração só começou efetivamente em 1965 quando o então governador Ney Braga inaugurou a Rodovia do Café.

Ocorre que até hoje esta relação Norte/Sul não está consolidada.

E, nos últimos anos, só piorou.

E todos são culpados nisso. Londrina, depois de comandar a política no Paraná, com três governadores – Hosken de Novaes, José Richa e Alvaro Dias -, vários senadores, deputados, etc, perdeu força política. Os eleitos deixaram de lado o bem comum para pensar sempre em si próprios, de olho sempre na eleição seguinte. A efetiva defesa dos interesses regionais foi colocada de lado.

Por outro lado, os governadores, depois de eleitos, entram no Palácio Iguaçu e dão as costas para o Norte do Paraná. E o ignoram até a eleição seguinte.

Mais uma vez isto está acontecendo. Londrina, segunda cidade do Estado, com mais de 560 mil habitantes, com duas dezenas de faculdades e universidades, com grupos empresariais entre os maiores do país, com um dos principais polos de tecnologia do Brasil, foi ignorada na composição do secretariado de Ratinho Jr.

Mais do que isso. Sem aviso prévio, numa canetada, vem a notícia de que o IAPAR passará por uma fusão. Logo o IAPAR, um dos mais importantes centros de pesquisa agropecuária do Brasil. Além de outras medidas já anunciadas que nem citarei para o texto não ficar longo demais.

Esta relação Norte/Sul parece que por mais alguns anos ficará por um fio.

 

 

9 comentários em “Mais uma vez um Palácio Iguaçu que dá as costas para Londrina

  • 11/01/2019, 10:18 em 10:18
    Permalink

    Já passou da hora de retomarmos a ideia de um novo estado. Não temos qualquer relação, nem mesmo histórica, com Curitiba. Dê o pontapé inicial, Seu Paçoca. Curitiba e Ponta Grossa que sigam seu caminho.

    Resposta
  • 11/01/2019, 10:30 em 10:30
    Permalink

    Ratinho, além de ignorar completamente Londrina na composição de seu secretariado, deu uma facada mortal na UEL com o corte nas verbas estaduais que pode atingir R$ 180 milhões.

    Resposta
  • 11/01/2019, 10:33 em 10:33
    Permalink

    E o culpado?
    Quem elege um prefeito que lambe xícaras de café…

    Resposta
  • 11/01/2019, 10:47 em 10:47
    Permalink

    Nossa culpa também, Paçoca! Desde José Richa que mandamos para Curitiba políticos e seus assessores londrinenses que, chegando lá, viraram coxas-brancas. Até as fortunas que amealharam na política ficaram por lá. A gente visita as páginas do TSE com a declaração de bens desses candidatos outrora londrinenses e não encontra um centavo investido em Londrina. Daqui só querem os votos. Beto Richa e Álvaro Dias só investem em Curitiba, Brasília e no litoral paranaense e catarinense. Até o Iate Clube que Beto Richa frequente não é o de Londrina, é de Caiobá!

    Resposta
  • 11/01/2019, 14:30 em 14:30
    Permalink

    Que se separe. Londrina capital do Paranapanema
    Curitiba capital do Paranapamonha
    Bora lá!

    Resposta
  • 12/01/2019, 09:32 em 09:32
    Permalink

    O Ratinho Jr acabou de assumir e quem almejava cargos e não teve já está se doendo… Parabéns Ratinho…
    #paranainovador

    Resposta
  • 12/01/2019, 09:50 em 09:50
    Permalink

    O atual prefeito e o anterior sempre ficaram em cima do muro no governo Richa . Resultado : municípios como Maringá e Cascavel criaram aproximação com o governo estadual e conseguiram recursos que alavancaram esse dois municípios . O atual ,ainda pior que o outro encontrou o caminho do aumento de IPTU pra conseguir recursos para a cidade . Perde Londrina por esse populismo de décadas que não se encerra . Sorte a Cascavel e Maringá ….

    Resposta
  • 12/01/2019, 10:55 em 10:55
    Permalink

    quando chegar ao aeroporto, chuva de tomate neste vagal

    Resposta
  • 14/01/2019, 11:19 em 11:19
    Permalink

    outro Jaime Lerner para lOndrina

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: