O jeito de se comportar do Sgto Fahur

E por falar no deputado Sargento Fahur (PSD-PR), mais um que se elegeu na onda bolsonarista na última eleição, informa o Cabeza News, que ao comentar sobre a ação dos órgãos de segurança em Manaus, que resultou na morte de um suposto líder do tráfico, orientou a matança de outras “lideranças do crime”.

“Agora não pode recuar. Tem que matar mais lideranças do crime e mostrar quem manda”, disparou o parlamentar, em um post no Twitter.

“E os lideres que estiverem presos devem ser transferidos para Presídios Federais, onde viram frangas”, completou o deputado.

A manifestação de Sargento Fahur não caiu muito no gosto de seus seguidores na rede social:

“Para atacar manifestação pacífica são bons. Uns verdadeiros covardes…”, comentou um dos internautas.

“Pra prender trabalhador chegavam em comboio.”, ressaltou outro. “E se for miliciano, amigo de farda?”, indagou um terceiro.

Entre uma e outra manifestação de apoio, teve alguém que indagou o Supremo Tribunal Federal (SRF) e o ministro Edson Fachin, para opinar sobre a orientação de extermínio.

Em 2018, Fahur recebreu 314.963 votos e se elegeu pela coligação PSD/PSC/PR/PPS/PODE como o deputado federal mais votado do Paraná, pela região de Londrina, no Norte do Estado. (Leia mais)

4 thoughts on “O jeito de se comportar do Sgto Fahur

  • 08/06/2021, 09:52 em 09:52
    Permalink

    Fosse o Brasil um país 100% civilizado, esse deputado seria afastado do cargo imediatamente. Afinal de contas, o deputado não pode se comportar como um marginal e desrespeitar a lei. No Brasil não existe pena de morte e muito menos um policial tem o direito de julgar e executar quem ele acha que é meliante. “Autoridades” que falam a mesma merda que o sargento em pauta só se calam quando a polícia mata um branco rico e considerado do bem por engano. Aí a sociedade “civil” protesta e os órgãos de imprensa publicam editoriais denunciando a violência policial.

    Resposta
    • 08/06/2021, 15:20 em 15:20
      Permalink

      Fosse o Brasil um país cem por cento civilizado nós não teríamos facções criminosas ditando regras de dentro de presídios, mandando matar, e destruir patrimônio público e privado, e ainda pessoas iguais a você preocupadinhas com a morte de bandidos.

      Resposta
  • 08/06/2021, 16:02 em 16:02
    Permalink

    Londrina e região elegeram um monte de lixos… Eles fizeram festa com os votos de idiotas manipulados por progametes do tipo “chouriço” dando cartaz aos dedos-leves fardados

    Resposta
  • 08/06/2021, 16:55 em 16:55
    Permalink

    E o sargento deveria, na condição de parlamentar, respeitar e defender a Constituição – e lá não está escrito, repito, que existe pena de morte no país. E, quanto a mim, realmente me preocupa o desrespeito que se repete diariamente em nosso país contra os direitos humanos, especialmente os direitos dos pobre e dos negros. Diferente do “Sargento Fahur” que deve estar preocupadinho em imitar o falecido Cadeia nos seus programas televisivos.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: