Observatório de Gestão questiona forma de contratação de leitos de UTI

Leitos UTI – foto Rodrigo Felix Leal-AEN

da Paiquerê

O observatório de Gestão Pública de Londrina (OGPL) questiona a maneira como a Prefeitura de Londrina promoveu a contratação emergencial de 50 leitos de UTI para pacientes da Covid 19.

O presidente do Observatório, Roger Trigueiros, lembrou que a entidade não questiona a necessidade das contratações em razão da pandemia. Segundo ele, faltou um processo com mais tempo para eventualmente atrair mais instituições interessadas na prestação dos serviços

One thought on “Observatório de Gestão questiona forma de contratação de leitos de UTI

  • 29/12/2020, 10:37 em 10:37
    Permalink

    Estranho mesmo foi a prefeitura, dias atrás, contratar dez leitos de UTI no Hospital do Coração poucas horas depois de um motociclista morrer no Hospital Evangélico exatamente por falta de UTI na cidade para pacientes do SUS. Quem vai responder pela morte do motociclista? Ou ficará no ar um “não tô nem aí” porque a vítima é pobre? E a situação nos hospitais londrinenses, embora o prefeito com aquela cara de bobo esperto diga que a situação tá de boa, pelo jeito é bem grave. A notícia que corre na cidade é que hoje Londrina vai “exportar” doentes para hospitais de Ivaiporã. E o prefeito diz que está negociando a compra da “vacina do Dória”, a Coronavac. Acredite se quiser…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: