Os Mitos do Pau Oco

Por Cláudio Osti, este blogueiro

O brasileiro parece ter uma necessidade imensa de que os outros resolvam seus problemas.

Talvez seja esta a ânsia por acreditar em mitos.

Não é de agora. Puxando um pouco pela história, tivemos Getúlio Vargas, o Pai dos Pobres, que também era chamado de “Mãe dos Ricos”.

Primeira eleição presidencial direta pós-ditadura, apareceu o “Caçador de Marajás”, também conhecido como Fernando Collor de Mello. Deu no que deu.

Depois de um pequeno vácuo – ninguém considerava FHC um mito – veio Lula, o trabalhador com pouquíssimo tempo de carteira assinada, com o discurso do trabalhador no poder, combate às “zelite” etc, etc. Tempo em que nunca na história deste País, os banqueiros ganharam tanto dinheiro.

O mito trabalhador (SQN) está preso, cumprindo pena por corrupção.

A história registra, mas pelo que se percebe, as pessoas têm dificuldade em entender que é preciso fortalecer as instituições, que colocar toda a esperança em um Mito, em uma única pessoa que irá resolver todos os problemas sem que precisemos nos mexer da frente da televisão, é uma bobagem confirmada e reconfirmada pela história.

A ânsia pelos mitos criou mais dois personagens relativamente recentes: o ex-juiz Sérgio Moro e o atual presidente Jair Bolsonaro. O primeiro, empunhando a fumegante espada da Justiça, para fazer a sua própria Justiça, está se provando mais uma vez, entende a lei como algo maleável, flexível ao sabor da própria vontade.

E o mais recente, o Jair Bolsonaro, que ocupa a presidência deste País ao sul do equador. O desejo de derrotar a esquerda – bem entendível por tantas cacas que ela fez – levou-o ao cargo máximo da República.

Mais uma vez o erro. O eleito não foi eleito pelas suas qualidades, mas sim pelos defeitos do principal adversário.

O brasileiro, mais uma vez quis um salvador da pátria, um justiceiro, teve preguiça em analisar o currículo vitae, a conduta anterior, as relações, a capacidade de gerir problemas. Foi iludido pelo personagem que defende o tiro ao diálogo, o bolso à segurança no trânsito, a ignorância à educação, a morte à vida.

Imaginou um estadista, escolheu mais um Mito do Pau Oco.

11 comentários em “Os Mitos do Pau Oco

  • 11/06/2019, 11:20 em 11:20
    Permalink

    O curioso é que tropa de choque do Jair é a mesma do PT. Parece que os demitidos da primeira leva do governo petista, lá em 2004, 2005, é composto em sua maioria por atuais opositores. Muda o discurso, mas não muda o ladrão…

    Resposta
    • 11/06/2019, 13:26 em 13:26
      Permalink

      Presumo que o amigo aí, ao fazer essa afirmação, deve ter se baseado em dados reais, dados que a minha memória e meu conhecimento não conseguem identificar. Então pergunto: poderia o sr. Biro Biro citar alguns nomes relevantes da tropa do Jair Bolsonaro que também fizeram parte da tropa de choque de Lula quando era presidente?

      Resposta
      • 11/06/2019, 16:24 em 16:24
        Permalink

        Somente mediante delação premiada, no maior estilo Sérgio Moro, seletiva. Se o príncipe das trevas que recebe os pecadores convictos no caldeirão do choro e ranger de dentes não sabe, que dirá esse mero cristão… Vou guardar essa informação para caso alguém arme para mim. Mas cuidado com essas armadas, pq ninguém gosta de ser feito de trouxa….Sacou? – como diria um roqueiro desses da noite.

        Resposta
      • 11/06/2019, 16:30 em 16:30
        Permalink

        Quer um exemplo, vou ajudar o Biro: o MBL pediu a cabeça do PT e nas manifestações está agora contra o Psl. Kim e Mamãe falei fizeram piquete ao lado da esquerda e Renan Santos dedurou que o PSL pagou carro de som no protesto pro Bolsonaro. O bom de ser bolsonarosta é que sua corja é mais burra que os petistas. Se prestar bem atenção, nem precisa explicar…

        Resposta
  • 11/06/2019, 14:13 em 14:13
    Permalink

    Não se pode comparar o Jair a estes outros dois , não existe essa comparação .

    Resposta
    • 11/06/2019, 16:32 em 16:32
      Permalink

      Te lotaram em qual ministerio em Brasília? Está trolando do MEC ou das Relações Exteriores? Damares ou Sales. Daí eu respondo. Gosto de saber com quem estou falando antes de entrar escorracar…

      Resposta
  • 11/06/2019, 14:44 em 14:44
    Permalink

    Nedson, os 2 Belinatis, Barbosa Neto, Padre Roque, Jorge Scaff, Gerson Araújo, Alexandre Kiblefe, Joaquim Ribeiro, são figuras eleitas pelo povo que virou também nestes 3.
    Que coisa.

    Resposta
    • 11/06/2019, 16:33 em 16:33
      Permalink

      Teve também o PT do Cheida, de onde saiu muitas tranqueiras que passaram e estão até hoje na política.

      Resposta
      • 12/06/2019, 12:09 em 12:09
        Permalink

        Cheida e seu vice Assad Janene, irmão de José Janene, o falecido tio do suplente de vereador e no favor do cargo de Fernando Madureira, o intelectual de cemitério Jamil Janene.

        Resposta
        • 12/06/2019, 21:16 em 21:16
          Permalink

          Dessa leva saiu os piores corruptos que estão hoje na ativa. Infelizmente. Quando dizem que a Lava jato nasceu em Londrina no caso Ama/Comurb lembro dessa leva do Cheida…

          Resposta
  • 11/06/2019, 19:23 em 19:23
    Permalink

    Continuando com comparações simplistas, com licença que também vou fazer uma. Durante o governo petista os bancos ganharam muito dinheiro mas também não posso reclamar muito porque também ganhei uma graninha que nunca tinha ganhado antes. O chato é que no governo Bolsonaro SÓ os bancos estão ganhando… e vão ganhar ainda mais se o Tchuchuca conseguir aprovar a capitalização na “reforma” da Previdência.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: