Pandemia e inoperância derrubam aprovação do presidente

Presidente Jair Bolsoanro: popularidade cai de 37% para 26% com o avanço da pandemia e o fim do auxílio emergencial (Marcos Corrêa/PR/Flickr)

da Exame

Com a crise de saúde pública em Manaus e desencontros sobre o cronograma de vacinação, a aprovação à gestão do presidente Jair Bolsonaro caiu de 37% para 26%, a maior queda semanal desde o início de seu governo. Agora, está no mesmo nível de junho de 2020, um dos momentos mais críticos da pandemia. A queda acentuada fez com que a desaprovação ao governo saltasse para 45%.

 

É o que mostram os novos resultados de uma pesquisa exclusiva de EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Clique aqui para ver o relatório completo.

A desaprovação do presidente é maior nos estratos de maior renda e de maior escolaridade: entre os que ganham mais de cinco salários mínimos, 58% não aprovam a gestão do presidente. No grupo dos que têm ensino superior, 64% desaprovam o governo federal.(leia mais)

Compartilhe
Leia Também
Comente

2 Comments

  1. Rafael Levi

    O que chama a atenção mesmo são os 26% de aprovação. São muitos brasileiros aplaudindo um presidente genocida, antidemocrático e defensor descarado de tortura quando não da morte de adversários políticos. Sem contar que sua incapacidade de administrar está levando o país direto para o buraco.

  2. Satanás

    Se isso não é motivo pra impeachment, o que mais poderia ser?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios