5 thoughts on “Polêmica. Advogado garante que nos decretos do Governo do Paraná e da prefeitura de Londrina não há proibição contra funcionamento de academias

  • 13/05/2020, 18:54 em 18:54
    Permalink

    Outro assunto que perante a imprensa londrinense, considerada a melhor do mundo por alguns jornalistas, está calada. Todo dias os donos de academia estão na porta da prefeitura e nada noss veículos. Que tristeza.

    Resposta
  • 13/05/2020, 21:40 em 21:40
    Permalink

    Se o pessoal das academias está realmente preocupado com a saúde e a vida de seus clientes, deveria não pedir a abertura delas mas o isolamento social rigoroso e não essa bagunça que está aí, inclusive, com a ajuda diária do presidente Bolsonaro. Não adianta. Sem distanciamento social, sem o isolamento horizontal o número de vítimas do coronavírus só vai aumentar, embora os números atuais já garantem recordes vergonhosos para o país no cenário mundial.

    Resposta
  • 14/05/2020, 13:18 em 13:18
    Permalink

    Quer resumir a opera? Covid 19, saúde e economia. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Simples assim.

    Resposta
  • 14/05/2020, 16:07 em 16:07
    Permalink

    Por fim, considerando que a discussão está intrinsecamente relacionada à discricionariedade
    administrativa, não vislumbrando este Juízo, por ora, nenhuma ilegalidade, irrazoabilidade ou
    desproporcionalidade a justificar a interferência do Poder Judiciário, é de rigor a manutenção de todas as
    decisões já tomadas pelo gestor eleito democraticamente, não se apresentando legítimo, diante do prazo ainda
    existente para a divulgação de normativos relacionados e melhor detalhamento de informações técnicas, que o
    Juízo tome decisões relacionadas à contenção da contaminação pelo coronavírus, sob pena de franca invasão
    em esfera que não lhe compete.
    Que o medo não nos paralise, mas que a falta de observância do princípio da precaução não
    nos leve ao arrependimento e a dores pelas quais tem passado, notadamente, as populações dos estados do
    Amazonas, Ceará, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo.
    https://www.conjur.com.br/dl/jfdf-funcionamento-servicos-essenciais.pdf

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: