Poluição mata tanto quanto a violência

do Bannerja

Segundo dados da OMS, 30 a cada 100.000 pessoas morreram no Brasil em 2016 devido a doenças respiratórias ocasionadas por poluição do ar externa e interna3(ambient e indoor pollution, respectivamente). O número é próximo ao de países como Colômbia e Argentina, bem acima dos de países da Europa e abaixo de países em desenvolvimento e com indústria pesada, como Índia, China e Bangladesh. Estudos indicam que o custo dessas vidas, além do imensurável sofrimento das famílias, é da ordem de R$ 3 bilhões ao ano4 – tal número é uma estimativa conservadora, pois não leva em conta gastos com SUS e aposentadorias precoces por incapacitação.

A utilização de combustíveis sólidos é particularmente danosa para a poluição interna (indoor pollution, nos termos da OMS) na medida em que libera partículas danosas para o pulmão e o sistema circulatório. Para efeitos de comparação, a queima de lenha em um fogão corresponde a 400 cigarros por hora4. (leia mais)

Deixe uma resposta