Prefeitura cobiçada. Mais de 20 já disseram que gostariam de concorrer a prefeito de Londrina

Este blog volta e meia diz que esta é a fase sonrisal das campanhas, muito agito para pouco efeito.

Esta será a primeira campanha eleitoral para prefeito de Londrina em que a maioria dos concorrentes não é calejada em eleição. Candidatos tradicionais, por enquanto, estão fora da disputa.

Por isso, a eleição está aberta para todos.

Dos que vou citar abaixo, boa parte ficará pelo caminho até as convenções – o efeito sonrisal.

Veja os nomes que já foram citados como possíveis candidatos até o momento, por partido. Lembrando que tudo pode mudar:

PSD – Tiago Amaral, Cloara Pinheiro, Tercílio Turini, Luisa Canziani, Alex Canziani, Eduardo Tominaga;

PP – Marco Brasil, Matheus Thum, Bruno Ubiratan;

PT – Isabel Diniz;

MDB – Aguila Misuta;

União Brasil – André Trindade;

Podemos – João Mendonça;

Republicanos – Diego Garcia, Marcelo Canhada;

PDT – Barbosa Neto;

PL – Filipe Barros, Jairo Tamura, Nelson Tsukahara;

Candidatos que não tem filiação partidária: Felippe Machado, Marcelo Cortez, Fernando Moraes, Coronel Villa.

 

 

Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. Paulo Tramontina

    Deve ser por que o salário é muito bom, interessante que investem milhões na campanha, quando o salário é 22.700 reais, por mês, esta conta não fecha, os candidatos pagam pra ser prefeito, eita pessoal bom, que se sacrifica para servir a comunidade,as pessoas que só criticam podem até falar, que haveria alguns benefícios, tipo ajuda do transporte coletivo, Companhia de transito, Sec. de Obras, educação, saúde, entre outras.Talvez isto desperte tanto interesse no cargo. O povo fala demais os candidatos só querem os bens de Londrina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios