"Quase" um clube do Bolinha. Ratinho Jr anuncia novos secretários

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou ontem os nomes de mais três secretários que vão compor a estrutura do Governo do Estado neste novo mandato. Com as novas indicações, todos os ocupantes do primeiro escalão do governo foram confirmados.

Dos 39 personagens do primeiro escalão do governo até agora anunciados, apenas 3 são mulheres.

O deputado federal Sandro Alex retorna à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, onde atuou na maior parte do primeiro mandato de Ratinho Junior. O deputado estadual Marcio Nunes vai assumir a Secretaria do Turismo, que foi desmembrada da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, da qual foi titular na gestão anterior. Já a Secretaria da Justiça e Cidadania será ocupada pelo ex-prefeito de União da Vitória Santin Roveda.

INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA – A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística é responsável pela gestão e obras nos diferentes modais logísticos do Paraná, incluindo estradas, portos, aeroportos e ferrovias do Estado. Sua estrutura conta com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), a empresa pública Portos do Paraná e a Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A. (Ferroeste).

A gestão atual dará continuidade à política que pretende transformar o Paraná na principal central logística da América do Sul. Com isso, obras aguardadas há décadas pela população estão saindo do papel, como a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a duplicação e aumento de capacidade da PR-323, no Noroeste, a revitalização da PRC-280, no Sudoeste, a pavimentação da Estrada Boiadeira, também no Noroeste, entre outras. Recentemente, o governador Ratinho Junior anunciou mais R$ 3,4 bilhões em obras, o maior pacote na infraestrutura do Estado.

Também houve inovações nos últimos anos, com a criação do Voe Paraná, o maior programa de aviação regional do País, e o avanço no projeto da Nova Ferroeste, ferrovia que vai ligar Maracaju (MS) ao Porto de Paranaguá. Nos portos, obras constantes de ampliação e aumento de capacidade de escoamento, além de melhorias na gerência, fizeram com que o Estado fosse eleito por três anos consecutivos como a melhor gestão portuária do País.

O principal desafio neste novo mandato é levar para a frente o Programa de Concessões Rodoviárias do Paraná, que está sendo alinhado com o governo federal. Com 3,3 mil quilômetros de rodovias que serão concedidas à iniciativa privada, a previsão é que a nova modelagem conte com mais de R$ 50 bilhões de investimentos e tarifas de pedágios mais baratas, além da transparência no processo, com o leilão sendo feito na Bolsa de Valores.

À frente da pasta por mais de três anos, entre 2019 e 2022, o secretário tem experiência nesse trabalho. Eleito deputado federal por quatro mandatos, Sandro Alex é natural de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, e é formado em Direito pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

TURISMO – A Secretaria de Estado do Turismo (SETU) está entre as pastas que voltou a ter uma estrutura própria após a reforma administrativa aprovada pela Assembleia Legislativa no final do ano passado. O objetivo é promover o potencial turístico do Paraná e a ampliação dos empregos e negócios ligados ao setor, fomentando também o desenvolvimento regional através do turismo.

O órgão nasce com a extinção da Paraná Turismo e busca das condições de vida dos paranaenses por meio da difusão e promoção do desenvolvimento regional. A estrutura vai incorporar o Viaje Paraná, serviço social autônomo que será responsável pela elaboração de políticas públicas de turismo e ações de promoção, marketing e apoio à comercialização de destinos, produtos e serviços turísticos paranaenses no Brasil e no Exterior. Também faz parte da secretaria o Conselho Paranaense de Turismo (Cepatur), para as decisões colegiadas.

A nova organização visa a modernização da gestão e a integração entre o setor público e privado e a ampliação da participação do setor na economia de forma sustentável. A conservação, valorização da diversidade cultural e natural, com foco na melhoria da qualidade de vida da população, são algumas das diretrizes estabelecidas para vencer os desafios dos próximos quatro anos.

Natural de Campo Mourão, Marcio Nunes é engenheiro agrônomo e produtor rural. Foi vice-prefeito e secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente da cidade entre 1996 e 2000. No Governo do Estado, assumiu em 2011 a presidência do antigo Instituto das Águas do Paraná e foi secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo entre 2019 e 2022.

JUSTIÇA E CIDADANIA – A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania é um desmembramento da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho. O objetivo da nova pasta é ampliar a proteção de crianças e idosos, o sistema de garantia de direitos, o diálogo com o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Também vai coordenar, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública, ações de enfrentamento às violações de direitos.

A pasta vai administrar a rede dos Centros de Socioeducação e Casas de Semiliberdade (Censes) para jovens em conflito com a lei; a proteção, defesa, educação e orientação ao consumidor; a prevenção, repressão e fiscalização do uso de entorpecentes; entre outros.

O novo secretário é natural de União da Vitória, no Sul do Estado, onde foi eleito para exercer o cargo de prefeito, em 2016. Em 2014 foi candidato a deputado estadual e em 2022 ficou com a segunda suplência de uma das cadeiras da Câmara dos Deputados pelo partido União Brasil. Santin Roveda é empresário, filho do ex-deputado federal Airton Roveda, é casado e pai de um filho.

Confira os nomes confirmados do primeiro escalão do Paraná:

Casa Civil: João Carlos Ortega

Subchefe da Casa Civil: Lúcio Mauro Tasso

Administração e Previdência: Elisandro Pires Frigo

Agricultura e Abastecimento: Norberto Ortigara

Casa Militar: Sérgio Vieira Benício

Chefia de Gabinete: Darlan Scalco

Cidades: Eduardo Pimentel

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: Aldo Bona

Comunicação: Cleber Mata

Cultura: Luciana Casagrande Pereira

Desenvolvimento Social e Família: Rogério Carboni

Desenvolvimento Sustentável: Valdemar Bernardo Jorge

Educação: Roni Miranda

Esporte: Helio Wirbiski

Fazenda: Renê Garcia

Indústria, Comércio e Serviços: Ricardo Barros

Infraestrutura e Logística: Sandro Alex

Inovação, Modernização e Transformação Digital: Marcelo Rangel

Justiça e Cidadania: Santin Roveda

Mulher e Igualdade Racial: Leandre Dal Ponte

Planejamento: Guto Silva

Saúde: Beto Preto, depois substituído por César Neves

Segurança Pública: Hudson Leôncio Teixeira

Trabalho, Qualificação e Renda: Mauro Moraes

Turismo: Marcio Nunes

Controladoria-Geral do Estado: Raul Siqueira

Procuradoria-Geral do Estado: Leticia Ferreira da Silva

Agência de Assuntos Metropolitanos: Gilson Santos

BRDE: Wilson Bley Lipski

Celepar: Andre Gustavo Garbosa

Cohapar: Jorge Lange

Compagas: Rafael Lamastra

Copel: Daniel Pimentel Slaviero

Detran: Adriano Furtado

Ferroeste: André Gonçalves

Fomento Paraná: Heraldo Neves

Invest Paraná: Eduardo Bekin

Portos do Paraná: Luiz Fernando Garcia

Sanepar: Claudio Stabile

Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. Walace Soares de Oliveira

    O Paranã, como dizia Alborgueti que criava “ratinhos”, ainda não percebeu que está num “looping’ de ratoeira política a muito tempo. Falta diversidade, competência de gestão e política. E cria mais um clã, The Mouse Family, tornando o que é público em privado descaradamente. As escolas cívicos militares são um triste exemplo do que se tornou a educação no Paraná. E o cara foi reeleito? Falta um Gato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios