Reencontro báquico

Criado há mais de 30 anos, o grupo de teatro Boca de Baco volta aos palcos com “Olhos nos Olhos”, montagem com texto inédito de Renato Forin Jr e encenação do diretor paulista Luiz Valcazaras

Antigos amigos de um grupo teatral, que não se veem há muito tempo, são convidados a um encontro definitivo, no qual uma notícia incontornável será revelada. Imersos em um tempo de exceção, reúnem-se em um velho teatro. Tentam romper o constrangimento do reencontro, entre taças de vinho e memórias.

Depois de um período afastados e de uma agitada travessia pela pandemia e pelas águas turbulentas do Brasil atual, os integrantes do grupo de teatro Boca de Baco voltam aos palcos para celebrar os 30 anos de estrada com novo espetáculo. “Olhos nos Olhos” estreia neste sábado (7 de maio), às 20 horas, na Usina Cultural, em Londrina, com patrocínio da Fenae (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal).

A temporada de apresentações segue até 22 de maio, de sexta a domingo, sempre às 20 horas, na Usina Cultural. Os ingressos estão à venda pela plataforma Sympla (no link https://www.sympla.com.br/produtor/usinacultural). Classificação indicativa: 16 anos. A lotação do espaço será reduzida e o uso de máscara é solicitado ao público. Sete atores estarão em cena: Beto Passini, Nivaldo Lino, Jackeline Seglin, Reinaldo C. Zanardi, Fátima Carreri, Silvia França e Antonio Jr. Em um contexto de sombras, eles relembram histórias e tentam inventar um novo presente.

Como recomeçar depois da grande tragédia pessoal e coletiva? Como encontrar algum sentido heroico na nossa vida cotidiana e frágil? Tirésias, vidente cego que atravessa muitas narrativas gregas, mudando a rota de mitos, é quem aponta os caminhos nesta jornada diante da cegueira do mundo. Os amigos seguem as pistas de cartas anônimas remetidas misteriosamente. Desde março de 2020, integrantes do grupo se debruçam sobre a jornada de heróis e heroínas, de narrativas épicas e tragédias gregas. Tirésias é quem atravessa a jornada de figuras como Narciso, Édipo, Antígona, Odisseu e Baco.

As reflexões sobre o mito foram base para os participantes recontarem suas próprias histórias de vida. Essas memórias também serviram à dramaturgia criada pelo jornalista Renato Forin Jr. e à encenação do diretor paulista Luiz Valcazaras, a partir da idealização e pesquisa de Luciano Bitencourt, um dos fundadores do grupo. A ‘memória viva’ do grupo é bússola dessa travessia. Um mergulho nas emoções, valores e ideias que nos constituem, transformações por que passamos. Munido dessa memória, o grupo vai para o palco, olho no olho de um país e um mundo em crise.

“Olhos nos Olhos” tem trilha sonora original do músico Tonho Costa, cenário de Júlio Vida e figurinos de Gustavo Neves. Toda a equipe reúne cerca de 30 pessoas, entre produtores, técnicos e artistas de Londrina. A pesquisa e o processo de criação de texto e montagem do espetáculo demandaram mais de dois anos e meio de trabalho coletivo do grupo, entre encontros virtuais e presenciais.

Boca 30 e Uns “Olhos nos Olhos” é a 13ª montagem do Boca de Baco, que em sua trajetória traz encenações marcantes como “O Abajur Lilás” e “Navalha na Carne”, de Plínio Marcos, e “Fando e Lis”, de Fernando Arrabal. O grupo também tem trabalhos com dramaturgia própria, como “Último Inverno”, de Francelino França, e “Balada de Um Poema”, de Marcos Losnak, todos com encenadores convidados. Criado no início da década de 1990, em Londrina, por bancárias, bancários e estudantes da UEL, o Boca de Baco chegou aos 30 anos a bordo de um projeto de memória e muitas histórias. “Boca de Baco 30 e Uns” traz as marcas do tempo presente: a pandemia do Coronavírus, a crise agônica pela qual passa o país e as transformações culturais e tecnológicas vividas no mundo.

FICHA TÉCNICA

Direção: Luiz Valcazaras
Dramaturgia: Renato Forin Jr.
Idealização e pesquisa: Luciano Bitencourt
Atuação: Beto Passini, Jackeline Seglin, Nivaldo Lino, Reinaldo C. Zanardi, Antonio Jr, Fátima Carreri e Silvia França
Trilha sonora original: Tonho Costa
Cenografia: Júlio Vida
Figurinos: Gustavo Neves
Iluminação: Luiz Valcazaras
Assistência de direção: Carol Alves
Coordenação de produção: Juliana Boligian
Assistência de produção: Juliana Pereira
Cenotécnico: Luiz Rossi
Assistente de cenografia: Elvis Guizelini
Direção de movimento: Paula Stricker
Operador de áudio: Giovani Nori
Operadora de luz: Natália Lima Castro
Fotografia: Fábio Alcover
Projeto gráfico: Karina Rampazzo
Filmagem: Kinopus
Produção geral e assessoria de comunicação: KAN
Produção executiva: Jackeline Seglin
Website: www.bocadebaco.art.br
Facebook https://www.facebook.com/bocadebaco
Instagram: @bocadebaco Serviço:

OLHOS NOS OLHOS
Grupo Boca de BacoEstreia 7 de maio 2022 (sábado), às 20 horasTemporada | Sextas, sábados e domingos | 20hLocal: Usina Cultural (Av. Duque de Caxias, 4159)
Classificação indicativa: 16 anos
Duração: 75 min
Realização: Boca de Baco
Produção: KAN
Patrocínio: Fenae (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa)Apoio institucional: APCEF Londrina e Usina Cultural
Apoio: Hotel Crillon, Pastel Mel, Kery Grill e Barraco da Sopa
Ingressos: R$ 40,00 na bilheteria da Usina Cultural e R$ 20,00 + taxa (promocional/antecipado) pela plataforma Sympla https://www.sympla.com.br/produtor/usinacultural

AVISO:
Pedimos aos nossos convidados que utilizem máscara.

Leia Também

Festival Londrix: Palavras Contundentes de Cristiane Sobral

“Poética, Potência e Denúncia” é o nome da palestra que uma das mais importantes escritoras...

Hoje, debate no canal Lugar da Fala: Racismo na UEL

Preparem os bolsos, mais uma vez. Petrobras reajustará o diesel em 8,87% amanhã

A Petrobras irá reajustar em 8,87% o preço do diesel nas suas refinarias a partir de amanhã,...

Comente!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments