Tudo tão igual na política brasileira 2…

O ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio (PSL) (Valter Campanato/Agência Brasil)

da Veja

Polícia Federal indiciou ontem, três assessores do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e quatro mulheres apontadas como candidatas laranjas do PSL nas eleições de 2018.

Em depoimentos ao longo das investigações, todos permaneceram em silêncio. O indiciamento foi por falsidade ideológica, aplicação irregular de verba e associação criminosa. O inquérito será agora enviado ao Ministério Público, para apresentação, ou não, de denúncia.

A investigação sobre as candidaturas de laranjas do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, começou após reportagem do jornal Folha de S.Paulo revelar a existência de um esquema que direcionou 279.000 reais em verbas públicas do partido para quatro candidatas da legenda em Minas.

As ex-candidatas indiciadas são Naftali de Oliveira Neres, Débora Gomes da Silveira, Camila Fernandes Rosa e Lilian Bernardino de Almeida. Juntas, as quatro receberam cerca de 2.100 votos. (leia mais)

Deixe uma resposta