A CUT e as armas

Do Zé Beto

Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), assinou atestado de imbecilidade ao afirmar hoje que, para defender a presidente Dilma Rousseff, os movimentos sociais devem ir às ruas “entrincheirados, com armas na mão”. Deveria ser preso por incentivar a guerra civil em pleno estado democrático de Direito. A presidente não precisa da defesa de idiotas como este. Domingo vai haver manifestação contra o governo dela, será pacífica e até hoje, em ocasiões idênticas, Dilma sempre disse que elas são um direito e que devem ser respeitadas. Só o sindicalista abestalhado faz de conta que não sabe disso.

Um comentário em “A CUT e as armas

  • 14/08/2015, 10:13 em 10:13
    Permalink

    Pois é, Zé Beto, a Dilma é democrática e republicana. Ainda assim os direitistas puxaram um “vai tomar no cu” durante a Copa e com aplausos (alguns comedidos é verdade) na mídia. Hoje os petistas ou os defensores de que ela exerça um mandato conquistado nas urnas são execrados publicamente por um grupo de fascistas que aproveitam uma democracia que o país nunca tinha visto ou vivido. Aí as pessoas começam a perder a paciência. A fala do sindicalista se enquadra nesse espírito. Mas com certeza o ataque ao mandato da presidente, à democracia que conquistamos e aos poucos direitos e melhorias que o povo mais pobre conquistou nos últimos 12 anos vão gerar uma reação sim. Se os golpistas pretendem levar adiante sua aventura, serão responsabilizados historicamente por ela.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: