A devolução do dinheiro da Câmara para a prefeitura usar em obras emergenciais deve ser discutida

E a lebre levantada aqui neste glorioso blog virou, enfim, tema na Câmara de Vereadores. Ocorre que a Câmara tem R$ 13 milhões disponíveis, guardadinhos na Caixa Econômica, para uma reforma no prédio da Casa.

A sugestão deste blog era de que o dinheiro fosse devolvido para a prefeitura e usado para as obras emergenciais necessárias depois do caos provocado pelas chuvas de janeiro.

Dias atrás surgiu até um abaixo assinado digital para que o assunto fosse colocado na pauta da Câmara.

O presidente, Fábio Testa (PPS) disse que não pode simplesmente canetar a devolução, mas teria que ser discutido entre os vereadores.

Ora, que se discuta isso.

É claro que a Câmara precisa de melhorias, porém a questão é emergencial e os vereadores podem sim esperar mais um pouco para ter seus gabinetes reformados.

Quem depende de uma ponte que caiu para levar os filhos para a escola, para escoar a produção, esse não pode esperar.

4 comentários em “A devolução do dinheiro da Câmara para a prefeitura usar em obras emergenciais deve ser discutida

  • 01/02/2016, 13:35 em 13:35
    Permalink

    Postos de Saúde.
    Escolas Municipais.
    Estradas Rurais.
    Pontes urbanas e rurais.
    Descaso com a população enquanto o dinheiro rende para o banquinho?
    Que vergonha.
    Vereadores e Vereadoras – até quando vão enrolar?
    Ganharam algum cheque especial da Caixa Econômica Federal por deixar tanto tempo lá parado?
    Treze milhões de reais aplicados renderam ao gerente uma promoção a mais nos Economiários?
    Economiários do Ano – o gerente que segurou 13 milhões em conta e Londrina precisando de recursos EMERGENCIAIS.

    Resposta
  • 01/02/2016, 13:38 em 13:38
    Permalink

    pAÇOCa
    QUEREM ACELERAR O GASTO DEPOIS QUE VOCÊ DESCOBRIU O DINHEIRO:

    A reforma do prédio é uma necessidade que já vem de anos passados e era planejada já para o ano passado, mas acabou não ocorrendo. Segundo Fabinho, a licitação para reformar a parte elétrica e a logística do prédio deve ocorrer até março. A preocupação é que, pela fiação ser antiga, não suporta toda a rede de computadores ligada ao mesmo tempo, além de haver registros recentes de três princípios de incêndio nos últimos anos.

    http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-3–13-20160201&tit=camara+de+londrina+retorna+com+39pressa39+para+reformas+e+concurso

    Resposta
  • 02/02/2016, 07:50 em 07:50
    Permalink

    do superavit que o prefeito disse existir ninguém fala e ninguém cobra, o que será isso???? a nossa prefeitura é um banco ou tem que fazer obras??????

    Resposta
  • 02/02/2016, 10:11 em 10:11
    Permalink

    Edis, parem de enrolar. Estamos de olho em vocês.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: