A gente morre e não vê tudo: bolsonaristas em ato pela libertação do ex-aliado de Lula e Dilma

Este blogueiro morre e não vê tudo.

Bolsonaristas fazem evento pedindo a soltura de Roberto Jefferson, que está engaiolado desde a última semana por determinação do STF.

Relembrando quem é Roberto Jefferson, agora ídolo bolsonarista:

  • Em 1992, foi um dos principais integrantes da tropa de choque do ex-presidente Fernando Collor quando este tentava não ser cassado.
  • Um dos principais organizadores e beneficiários do Mensalão do PT.
  • Em 2005 Acusado, condenado e preso por receber dinheiro do PT para que seu partido apoiasse o então governo na Câmara.
  • Em 2018, é indiciado pela Justiça acusado de formação de quadrilha e fraude no Ministério do Trabalho, comandado pelo seu partido.
  • 2021 é preso acusado de participação de um esquema de distribuição de fake news e incentivar atos antidemocráticos.

E na foto, enquanto todos estão atentos a leitura da bíblia, o deputado londrinense Filipe Barros, no celular. Possivelmente procurando justificativas no google para aquele ato.

5 thoughts on “A gente morre e não vê tudo: bolsonaristas em ato pela libertação do ex-aliado de Lula e Dilma

  • 18/08/2021, 20:45 em 20:45
    Permalink

    Que gente horrorosa! Como Bob Jeff, não sei se o xilindró é o melhor lugar para essa turma, talvez um manicômio também fosse um bom lugar. Pelo menos não iriam acabar com o Brasil como estão acabando.

    Resposta
  • 19/08/2021, 09:44 em 09:44
    Permalink

    Filipe Barros não, ele estava de cabeça baixa mas olhando pro smartphone

    Resposta
    • 20/08/2021, 21:11 em 21:11
      Permalink

      Como perfeitíssimo cristão presbiteriano, certamente está lendo a Bíblia Sagrada Digital com explicações do pastor Malafaia e do Apóstolo Vademiro, o vendedor de feijões mágicos contra o coronavírus.

      Resposta
  • 21/08/2021, 00:59 em 00:59
    Permalink

    O que essa cambada fez pelo país? Nada! Ou melhor, só coisa ruim. Inflação, desemprego, retirada de direitos de trabalhadores, prolongamento da pandemia, mortes desnecessárias pela covid, desmoralização do Brasil no exterior, insegurança jurídica, redução da renda dos trabalhadores e da classe média, redução do mercado interno. Essa aí é uma cambada de inúteis. A começar pelo deputado londrinense que se resume a brigar por um moralismo medieval e nada faz para realmente melhorar a cidade. Resumindo: inúteis, inúteis, inúteis!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: