A omissão de Ratinho, o Júnior

Dias atrás escrevi aqui que há muito tempo governadores do Paraná não são destaques no cenário nacional. No fim de semana uma boa comprovação.

O presidente Jair Messias, o Bolsonaro, foi a uma manifestação pró-ditadura e contrária ao Congresso Nacional e ao Judiciário.

A maioria dos governadores assinou um documento em apoio às instituições.

O que fez Ratinho, o Júnior? Não assinou o documento. Se omitiu.

Vai acabar entrando para a história não como um governador de um estado rico e importante, mas apenas como o filho do apresentador de TV que quis ser político.

 

4 thoughts on “A omissão de Ratinho, o Júnior

  • 20/04/2020, 10:55 em 10:55
    Permalink

    É um Gerbil
    Ratinho da Mongólia, um pet do pai Estão, o hamster de Silvio Santos

    Resposta
  • 20/04/2020, 12:44 em 12:44
    Permalink

    Esse rapaz é igual o Pai Ratāo. Sempre no muro ou o de tá o poder. VERGONHA e o mais fraco chefe do Iguaçu nos últimos 40 anos. Vai ficar na história.

    Resposta
  • 20/04/2020, 14:19 em 14:19
    Permalink

    O papai bolsonarista deve ter proibido seu preposto no Palácio do Iguaçu de assinar o manifesto a favor do Congresso e do STF. No Brasil bolsonarista, o dinheiro é mais importante do que a vida e o voto de confiança de eleitores anônimos.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: