Acampamento na Copel

E em Curitiba bem nas calçadas da Copel SA, de frente aos bares badalados da Coronel Dulcídio, um acampamento chama atenção dos transeuntes: são os garimpeiros de Telêmaco Borba e região que faziam exploração nas areias do Rio Tibagi, antes da formação do lago da Usina de Mauá.

O consórcio contratado pela Copel e Eletrosul para construir (Consórcio Cruzeiro do Sul) – com a empreiteira líder JMalucelli – ficou de pagar os trabalhadores impactados e desde 2014 a conversa mole se estende:

Agora o diretor presidente daquele Consórcio virou bambambã da Copel (Moacyr Bertol, ex Eletrosul, contratado por Ratinho Junior), mas não resolveu a questão dos garimpeiros e o acampamento fica entre as ruas Batel e Comendador Araújo, na frente da porta da estatal se energia, dirigida pelo neto do ex governador Paulo Pimentel.

Leia Também

Antonio Belinati, chef de cuisine politico

Se tem uma atividade profissional que o ex-prefeito de Londrina, Antonio Casemiro Belinati, tio do...

Querendo ignorar a história e os feitos já realizados

Das bobagens das campanhas. É comum um governante durante seu mandato acreditar que antes dele...

Alguém avisa a CMTU que a dengue não faz birra

A prefeitura de Londrina avisa que o veículo que vai pulverizar os bairros com um...

Comente!

guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments