Acompanhe ao vivo do STJ votação sobre possível prisão de Lula. Quatro ministros são favoráveis à prisão

Por enquanto, quatro dos cinco ministros do Superior Tribunal de Justiça, da Quinta Turma, votaram contra o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Lula para evitar que ele seja preso logo após decisão do TRF4, de Porto Alegre, sobre os recursos contra a condenação à pena de prisão de 12 anos que sofreu em 24 de janeiro passado.

O ministro Reynaldo Soares, o relator Felix Fischer,Jorge Mussi e Ribeiro Dantas também votaram pelo cumprimento imediato da sentença.

Acompanhe ao vivo a sessão do julgamento:

2 comentários em “Acompanhe ao vivo do STJ votação sobre possível prisão de Lula. Quatro ministros são favoráveis à prisão

  • 06/03/2018, 17:52 em 17:52
    Permalink

    Com isso, é seguro esperar que a esgotosfera petista (portais como Diário do Centro do Mundo e blogs como O Cafezinho, por exemplo) vai soltar um rol de “notícias” devassando a ficha dos cinco votantes. Qualquer interação entre eles e os bodes expiatórios do PT será divulgada como um crime, seus salários e verbas indenizatórias serão expostos como uma evidência de que são membros dazelite golpista que não suporta ver o filho da empregada indo fazer intercâmbio em Harvard, etc. etc.

    Mais cinco nomes para a lista negra do PT. Aliás, essa lista está ficando grande… será que terão fôlego para difamar toda essa gente e manter o discurso do golpe por muito mais tempo? Principalmente caso o PT, MDB ou PSDB não elejam o Presidente da República esse ano. Imaginem, mais quatro anos falando do golpe contra a Presidenta Valenta Inocenta… haja mortadela!

    Resposta
  • 07/03/2018, 22:10 em 22:10
    Permalink

    É óbvio que o golpe não apenas foi dado, ele segue em andamento. A ordem de quem realmente manda no país (elite econômica, grande imprensa e o setor conservador do judiciário) é não permitir a candidatura (aí os outros candidatos vibram) de Lula e até a interdição do PT. Mas será que os golpistas já combinaram com os “russos”, isto é, com o povo, com os eleitores? Que cada um faça a sua aposta.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: