Acusada de matar empregada há 23 anos, artista plástica Vanda Pepiliasco é presa

Redação Paiquerê

A motivação do crime até hoje não foi esclarecida. Foto: Reprodução RPCTV/Globo Condenada a oito anos e quatro meses de prisão por matar a facadas, em 1993, sua empregada doméstica Cleonice Fátima Rosa, em um apartamento na rua Goiás, no centro de Londrina, a artista plástica Vanda de Souza Pepiliasco foi presa na manhã desta quinta-feira (1) na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. A motivação do crime até hoje não foi esclarecida.

Ela havia sido condenada em maio do ano passado após ir a júri popular. Algumas semanas após a decisão, a 1ª Vara Criminal de Londrina alterou a pena de regime semiaberto para fechado. Apesar disso, ela seguiu em liberdade, já seus recursos em instâncias superiores ainda não tinham sido esgotados e também por estar amparada por um habeas corpus.

Contrária a decisão, a 11ª Promotoria do Ministério Público de Londrina recorreu da decisão e um novo mandado de prisão foi expedido somente agora, culminando na prisão da artista plástica.

Deixe uma resposta