Agiotagem na cara dura

Do Analista dos Planaltos/Zé Beto

O segundo maior banco privado do Brasil lucrou 26 bilhões de reais no ano passado sem produzir um palito de fósforo. O esforço que fez, como os outros, foi o da mágica de receber o dinheiro de um e emprestar a outro com uma pequena taxa de lucro astronômico, sob proteção das leis e do governo. Um agiota, como pessoa física, cobra menos, mas se for pego, vai preso.

Deixe uma resposta