Alckmin é ou não é um brincalhão? Ele impôs sigilo e só vai expor falhas no metrô de SP após 25 anos

Da Folha de São Paulo

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) tornou sigilosos por 25 anos centenas de documentos do transporte público metropolitano de São Paulo –que inclui os trens do Metrô e da CPTM e os ônibus intermunicipais da EMTU.

Devido ao carimbo de ultrassecreto no material, os paulistas só poderão saber os motivos exatos de atrasos em obras de linhas e estações, por exemplo, um quarto de século após a elaboração de relatórios sobre os problemas.

Quase todas as obras do governo Alckmin estão atrasadas. A promessa de deixar a rede de metrô com 100 km, até 2014, feita no mandato passado, só deve ser atingida no final desta nova gestão –atualmente há só 78 km. (leia mais)

Um comentário em “Alckmin é ou não é um brincalhão? Ele impôs sigilo e só vai expor falhas no metrô de SP após 25 anos

  • 06/10/2015, 11:08 em 11:08
    Permalink

    O partido do Alckmin já defendeu José Roberto Arruda e Demóstenes Torres; está defendendo o Cunha; amanhã vai defender com certeza o José Agripino Maia, presidente do DEM, que está sendo acusado de receber propina pelo Janot. Natural que o PSDB também arrume um jeito de esconder seu rabão de ratazana em São Paulo. Governo honesto não precisa esconder documentos comuns como esses que o Alckmin (que pretende ser presidente para fazer voltar a corrupção tucana dos tempo do FHC) mandou colocar no cofre e jogar fora a chave.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: