Até igreja recebe dinheiro da Lava Jato

Uma paróquia de Brasília foi citada na 28ª fase da Operação Lava Jato. Teria recebido R$ 350 mil da construtora OAS, também obteve doações das construtoras Andrade Gutierrez e Via Engenharia. O padre Moacir Anastácio de Carvalho, disse que em maio de 2014, a igreja recebeu um depósito de 350 mil da OAS, através de Gim Argello, que é frequentador da igreja.  Em junho do mesmo ano a paróquia teria recebido R$ 300 mil, da Andrade Gutierrez, com intermediação do governador Agnelo Queiroz. Além disso, a paróquia também recebeu doação da Via Engenharia.

Deixe uma resposta