Auditores na rua

Os auditores fiscais Orlando Aranda e José Luiz Favoreto, informa o advogado Walter Bittar, já estão em casa. Eles conseguiram uma liminar no Supremo Tribunal Federal e vão continuar repondendo em liberdade. Eles haviam voltado para a prisão há alguns dias durante a 4° fase da Operação Publicano.

6 comentários em “Auditores na rua

  • 12/12/2015, 21:47 em 21:47
    Permalink

    Os caras são acusados pelo MP de estarem envolvidos numa mutreta que lesou o estado em quase R$ 1 bilhão e estão soltinhos da silva. E a PF em Brasília faz o maior aparato pra ouvir o Lula, intimado para falar sobre os negócios do filho. É bom que a PF investigue qualquer negócio suspeito, inclusive, aqueles citados na Lava Jato e no processo dos trens paulistas: Aécio Neves, Furnas, Gregório Preciado, José Serra, Alckmin… Mas não deixa de ser estranho a PF se preocupar com um negócio de R$ 2,5 milhões feito pela empresa do filho do Lula enquanto a operação Zelotes envolve 74 processos que podem mostrar um prejuízo para o poder público 3 vezes o prejuízo da Petrobras anunciada pelos investigadores da Lava Jato. Só que ninguém fala mais nos R$ 19 bilhões da Zelotes, só nos R$ 2,5 milhões do Lulinha.

    Resposta
  • 13/12/2015, 09:10 em 09:10
    Permalink

    Quando prende a imprensa sensacionalista faz o maior barulho, quando solta nem notícia sai. Tavo fazendo as contas aqui quanto custa esse monte de auditor preso e ganhando salário e quanto já pegaram de volta. Pelo noticiado foram 2 fazendas do auditor pisicopata que é réu confesso e nem sei se vão conseguir vender pelo preço que falaram a exemplo dos bens do youseff que foi pra leilão e tá encalhado. Só prejuizo pro Estado e gente vaidosa na telinha…

    Resposta
  • 13/12/2015, 15:25 em 15:25
    Permalink

    Um reforço no exército dos coxinhas paranaenses.

    Resposta
  • 14/12/2015, 11:27 em 11:27
    Permalink

    Caro Devil, você esqueceu de citar que deve ser investigado também a fundo a morte do prefeito Celso Daniel e do Toninho de Campinas.

    Resposta
  • 14/12/2015, 13:27 em 13:27
    Permalink

    Isto prova que quem tem grana, e muita grana comete um monte de crimes e fica solto, e o pior que estes colarinhos brancos em Londrina tem um monte de pedófilos soltos, uns até usam tornozeleira muito bem escondido. Só vai ficar feio quando for pra praia ter que entrar no mar com a tornozeleira. Vergonha, LONDRINA terra de ninguém mesmo.

    Resposta
  • 14/12/2015, 21:22 em 21:22
    Permalink

    Quando o Japa mais temido do país vai visitar os gestores e ex daquela grande hidrelétrica?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: