Ausência percebida

O engenheiro civil Cláudio Tedeschi, presidente da Sercomtel, não foi na tradicional cerimônia de posse do presidente da Copel e neto do ex-governador Paulo Pimentel, o antigo proprietário do grupo SBT, hoje nas mãos da família Massa.

É a primeira vez desde que a Copel virou acionista da telefônica, que um presidente da Sercomtel não vai ao “beija mão” do sócio rico.

O episódio acontece após a Copel ter protocolado, formalmente, na Prefeitura de Londrina, o pedido pela saída de Tedeschi da direção da Sercomtel.

De acordo com a Copel, o engenheiro não atenderia a Lei das Estatais e as regras de compliance da empresa eletricitária.

Tedeschi e Belinati disseram que estão construindo com a Copel um plano de “salvamento” para a Sercomtel. Mas o ofício retrata a dura lex, sed lex.

A ausência do presidente da Sercomtel, na posse de Daniel Slaviero Pimentel (novo executivo da Copel que deixou a SBT em Brasília) é um claro sinal de desarmonia entre os sócios diretivos, sem ao menos falar dos minoritários.

A Anatel deve decidir se “cassa” as outorgas da Sercomtel até o primeiro semestre de 2019 e pelo jeito Belinati deverá encontrar outro síndico para a telefônica estatal.

Na foto vemos 2 funcionários dirigentes da empresa (Luiz Shiroma e Roberto Nishimura, da Sercomtel Participações) e um ex servidor, hoje na Copel, onde presta serviços, Wellington Secco, durante a posse.

90% de todos os diretores – menos Tedeschi – foram ao evento no bairro Mossunguê, onde também funciona um posto de abastecimento de carros elétricos.

7 comentários em “Ausência percebida

  • 17/01/2019, 10:18 em 10:18
    Permalink

    No portal daquele grupo de supermercados traz outra informação, ironizando inclusive a imprensa, de que é mentira que o Tedeschi está sendo rejeitado. Diz inclusive que ele conversou com o presidente da Copel. Agora pergunto qual diz a verdade??? Acho que o guri comeu bronha.

    Resposta
  • 17/01/2019, 10:29 em 10:29
    Permalink

    O nobre blogueiro teve acesso ao documento que pede a cabeça do Sr. Peteschi? Pública aí que o concorrente está dizendo que é mentira que a Copel quer a cabeça dele… E agora Jose.

    Resposta
    • 17/01/2019, 12:56 em 12:56
      Permalink

      A Copel que desminta oras…
      Belinati que desmonta oras.
      Tedeschi que desmonta oras.
      As horas passam inexoravelmente.

      Resposta
  • 17/01/2019, 13:12 em 13:12
    Permalink

    Os leitores já estão cansados das “FAKE NEWS” publicados por este humilde blog…
    Nosso nobre blogueiro perdeu sua credibilidade em acontecimentos, acreditando que fazendo acusações e publicações maldosas iria atrair os olhos dos leitores…
    Será que está sendo pago para tais inverdades?
    Uma pena, pois tinha grande potencial para quem sabe entrar em uma edição de calor e mais bem conceituada…
    Volte para seu basquete nobre amigo….

    Resposta
    • 17/01/2019, 18:11 em 18:11
      Permalink

      Esse blog é o mais bem informado fulminante de Londrina. Você não deve ter entendido a ironia ou é partidário do prefeito. Perdeu uma excelente chance de ficar quieto

      Resposta
  • 17/01/2019, 18:13 em 18:13
    Permalink

    Quem tá matando SERCOMTEL são próprios funcionários. A foto prova isso. Coorporativismo do setor público impede crescimento do país. Setor privado na crise corta. Setor público não.

    Resposta
  • 17/01/2019, 23:05 em 23:05
    Permalink

    Sem noção, numa hora desesperadoura para a SERCOMTEL, se for verdade, perdeu uma oportunidade se ouro para praticar a Política de boa vizinhança.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: