Bancada federal aposta em obras estruturantes para liberar recursos

Da Assessoria

“Foi uma decisão madura”. Assim o coordenador da bancada federal do Paraná, deputado João Arruda (PMDB), definiu a opção dos colegas por contemplar obras estruturantes nas emendas ao orçamento da União para 2016.
As escolhas recaem sobre obras do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), além de outras já em andamento. “Elas atendem a interesses do próprio governo federal, do estado e dos parlamentares. Agora, vamos fazer um esforço para o governo levar em consideração que são emendas de bancada e empenhar os recursos. Não há garantia, mas vamos trabalhar muito”, avisa Arruda.
Segundo Arruda, havia 17 emendas para atender a 33 parlamentares. “A maioria preferiu apoiar ações em todas as regiões do estado a fazer o tradicional ‘varejo’, quando as emendas são destinadas às bases eleitorais”, disse o deputado.
Entre as obras indicadas, a adequação de trecho rodoviário (entroncamento de acesso à BR 277) sentido Cascavel-Marmelandia, na BR 163. Ela foi agraciada com o novo instituto da emenda impositiva, na qual o governo é obrigado a pagar.

A lista de obras que esperam liberação de recursos inclui a adequação e restauração do Contorno Sul de Curitiba, do subtrecho do acesso oeste, na BR 277, ao entroncamento com a BR 116.
Outra novidade foi um acordo com o governo do estado que possibilitou apoiar a destinação de recursos para a Saúde. Pelo acordo, cada real liberado para as emendas terá contrapartida de outro real por parte do governo.
Também foram apresentadas emendas para beneficiar o Hospital Cajuru, na Capital, e o Hospital Metropolitano de Sarandi, no Noroeste, conforme rodízio estabelecido pela bancada em anos anteriores. Ainda foram previstos recursos para aquisição de equipamentos para universidades estaduais e federais instaladas em todas as regiões do Paraná.
EMENDAS DE REMANEJAMENTO DE DESPESA
Construção de interseção em desnível – BR 369 – Londrina – km 154,6 (viaduto da PUC)
Construção de viaduto de interseção sobre a BR 277 – km 726 (trevo de acesso à avenida Costa e Silva) – Foz do Iguaçu
Adequação de trecho ferroviário em perímetro urbano de Rolândia (construção de desnível)
EMENDAS DE APROPRIAÇÃO DE DESPESA
Adequação de trecho rodoviário – entroncamento BR 277 (acesso Cascavel) – Marmelândia – BR 163
Adequação de acesso rodoviário na BR 277 – Porto de Paranaguá – Avenida Ayrton Senna
Adequação de trecho rodoviário do km 0 ao km 4,5 (reabilitação de pavimento) – BR 376
Adequação de trecho rodoviário – do km 147 ao km 151 – BR 476
Adequação do Contorno Sul de Curitiba – BR 376 (divisa do Paraná com Santa Catarina)
Apoio a entidades de ensino superior não federais (aquisição de equipamentos)
Apoio a manutenção de unidades de Saúde (atenção básica)
Construção do contorno rodoviário na BR 376 (abrangendo Maringá, Paiçandu, Sarandi e Marialva)
Construção do contorno rodoviário em Cascavel (BRs 163/277/467/369)
Construção de trecho rodoviário de Campo Mourão a Palmital – BR 158
Construção de trecho rodoviário de Porto Camargo a Campo Mourão (Estrada Boiadeira) – BR 487
Estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde – Hospital Metropolitano de Sarandi
Estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde (implantação/aparelhamento/adequação/aquisição)
Estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde – Hospital Cajuru – Curitiba
Implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) – Exército Brasileiro
Implantação, instalação e modernização de espaços e equipamentos culturais (teatro) – Londrina
Reestruturação e expansão de instituições federais de ensino superior (universidades e tecnológicas)

0 thoughts on “Bancada federal aposta em obras estruturantes para liberar recursos

Deixe uma resposta para Olha aí... dindin Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: