Bloco Sul, que inclui o aeroporto de Londrina, foi arrematado por R$ 2.128 Bilhões

A Companhia de Participações em Concessões (CPC), do grupo CCR, levou os aeroportos do Bloco Sul por R$ 2,128 bilhões, ágio de 1.534,36%. Vai controlar quatro aeroportos do Paraná pelos próximos 30 anos – Afonso Pena, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu.  Também entraram no pacote os aeroportos de Navegantes/SC, Joinville/SC, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS e Bagé/RS

A CCR tem como maiores acionistas a Andrade Gutierrez, Camargo Correa e Grupo Soares Penido.

2 thoughts on “Bloco Sul, que inclui o aeroporto de Londrina, foi arrematado por R$ 2.128 Bilhões

  • 07/04/2021, 11:08 em 11:08
    Permalink

    Esperamos que os londrinenses devotos do capitalismo não venham mais com reclamações do valor das tarifas cobradas nesses aeroportos. Afinal de contas, quem obteve essas concessões não o fez para ter prejuízo mas, sim, vigorosos lucros. Pelo menos as reclamações relacionadas com nosso aeroporto não devem mais ser dirigidas ao bispo, mas ao Procon. Quá! Quá! Quá!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: